5ª Edição do Festival Raiz: Preservando e divulgando a música tradicional

0
20

A cidade de Maputo de 23 de Junho a 02 de Julho, acolhe a quinta edição do Festival Raiz, evento de cariz tradicional dedicado à música moçambicana, com vista a resgatar, preservar e divulgar a diversidade cultural enraizada em Moçambique.

A presente edição do Festival Raiz, leva ao público uma programação diversificada e itinerante; escalando diversos espaços com propostas que partem desde concertos, cinema, conversas, oficinas, feiras de artesanato, gastronomia e literatura, entre outras actividades.

No dia 24 de junho, a partir das 18 horas, o terraço no cine-teatro Scala vai acolher o evento Gumba Gumba Roots Party, com atuações da Banda Hodi, Ash Ismael e Dj Meque. Será uma sessão de confluência de ritmos e géneros assentes na tradição e na modernidade.

O programa do Festival Raiz segue depois para o jardim do Centro Cultural Moçambicano Alemão (CCMA) com uma performance de música étnica a ser protagonizada pela cantora de eSwatini, Thobile Makhoyane.

Por sua vez, o Camões – Centro Cultural Português vai acolher no dia 29 de junho, o sarau cultural “Pontes de Raíz” com apresentações dos artistas António Bexiga (Portugal), Nélia Gilberto (Moçambique) e Mabjeca Tingana (Moçambique).

O Festival Raiz vai igualmente levar à Fundação Fernando Leite Couto, um concerto étnico / conferência com intervenções e performances de Luka Mukhavel e Micas Silambo.

O concerto Étnico Tradição & Transformaçãoserá um dos maiores momentos do Festival Raiz 2022 e vai acontecer na sala grande do Centro Cultural Franco – Moçambicano. São convidados ao concerto:Xixel Langa (Moz), Márcia Pascoal (Moz), Akanaka Mundawu (Moz), Janeth Mulapha (Moz), Sky Dladla (RSA), Maria Toro (Esp), Kaluza Bandaleao (Moz), Djibra Mussa (Moz), Luyolo Lenga (RSA), Vintani Nafassi (Moz), Othnell Moyo (Zimb), May Mbira (Moz), Lilian Kwalud (RUN-Fr), Maneto Tefula (Moz) e António Bexiga (Pt).A festa no CCFM está agendada para o dia 01 de Julho, e logo a seguir, no sábado, 02 de julho, o Festival continua no Museu Nacional de Arte, com música étnica e tradicional, feira de artesanato e gastronomia, encontros, oficinas criativas, entre outras actividades.

O Festival Raiz é apoiado pelo PROCULTURA, ação do programa PALOP-TL e UE, financiada pela União Europeia, co-financiada e gerida pelo Camões, I.P.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here