PAULINA CHIZIANE, ELISA SAMUEL E EVA TRINDADE ACOMPANHARAM A EMBAIXADA DE ESPANHA NO PROJECTO “MODELOS DE MULHER”

0
152
PAULINA CHIZIANE, ELISA SAMUEL E EVA TRINDADE

A Embaixada de Espanha iniciou este ano 2022 um projecto de empoderamento da rapariga e mulher denominado “Modelos de mulher” cujo objectivo é pôr em contacto a mulheres moçambicanas que realizam uma actividade profissional ou artística com raparigas em idade escolar.

A sociedade do século XXI é uma sociedade mediática, que se move por modelos e referencias. Moçambique conta com mulheres maravilhosas em todos os sectores (judicial, jornalismo, literatura, arte, empresarial, engenharia, ciência, política e muitos outros) que se podem converter em as grandes referencias para as raparigas que desde a escola tinham já ambiciosos sonhos.

Nesta ocasião, as raparigas que vivem no Lar Mamana Wa Kurula, em Boane tiveram a oportunidade de passar uma divertida manhã com a escritora Paulina Chiziane, Premio Camões 2021, a juíza Elisa Samuel, Directora da Escola de Formação Judicial e a jornalista Eva Trindade, apresentadora na TVM e activista pelos direitos da mulher.

Paulina Chiziane explicou às meninas como foi insistente e constante até conseguir ser escritora, apesar de que no seu ambiente não viam com bons olhos. Através de uma fábula preciosa animou-as a “ser Águias e não galinhas. Para isso tem que se olhar para o sol, ter um objectivo, sonhar alto e procurar sempre a liberdade. Pela sua parte, Elisa Samuel contou-lhes que Lourdes Mutola foi a primeira mulher que a inspirou a sonhar tão alto e saber que todas as mulheres que queiram conseguir o seu sonho. Somente se tem que olhar a esse sol, do qual fala Paulina, saber a onde queres chegar e levantar vôo. Esse sol é agora o estudo e os libros ”. Falou também com enorme carinho da sua avô, uma grande mulher que a educou e a animou a ser o que é hoje.

Por sua parte, Eva Trindade, moderadora do encontro com as meninas, explicou-lhes a sua trajectória e como devem sonhar e não deixar que ninguém lhes corte as asas. Que sejam porta-voz dos seus problemas de maneira construtiva”.

Esta é a segunda actividade que a Embaixada realiza no âmbito de este projecto “Modelos de mulher”. A primeira actividade teve lugar a 8 de Fevereiro como comemoração do dia internacional, a 11 de Fevereiro, de “a mulher, a rapariga e a ciência” e que será retransmitida na TVM durante el mês de Março.

Esta actividade que teve lugar no CISM contou também com a presença de Eva Trindade quem moderou uma mesa redonda entre o Embaixador e o Director do CISM, as científicas do CISM e as raparigas representantes de 8 escolas da Manhiça. Uma actividade que serviu para comprovar que ja, em questão de uma geração, nota-se o resultado do esforço da sociedade civil e das autoridades moçambicanas em assuntos de género As raparigas moçambicanas estão mais motivadas para seguir formando-se depois de terem completado os estudos do liceu, tanto na Universidade como em outros programas de formação profissional, tendo aumentando o número de mulheres em estudos científicos e tecnológicos.,

A Embaixada tem como objectivo seguir realizando este tipo de actividades por todo o país com o fim de motivar e empoderar as raparigas e mulheres e abrir-lhes portas a um futuro, melhor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here