A MODIGI passa a distribuir também no M-toca

0
26

A MODIGI Moçambique Digital (Modigi), subsidiária da Khuzula, e o M-toca plataforma de venda de Música, passam, formalmente a ser instituições parceiras, na sequência do Memorando de Entendimento assinado entre ambas instituições vocacionadas a inserção de conteúdos na plataforma M-toca.
Com efeito, os conteúdos que a MODIGI, representada pelo Director Paulo Chibanga, possui serão inseridos na plataforma M-toca representado por Teles Mashava. Esta parceria poderá contribuir também no combate à pirataria, e que os conteúdos dos artistas.
“A parceria veio no tempo certo, e é uma óptima parceria, pois irá atrair mais as pessoas em relação aos conteúdos, pois o M-Toca é um Software que visa comercializar um certo conteúdo e a MODIGI consegue oferecer estes conteúdos ao M-toca”, disse Teles.
Acrescentou dizendo que naturalmente o M-Toca tem mais ferramentas para poder fazer o seu marketing, a sua divulgação e que é bem-vindo para ambas partes.
Por sua vez o Director da MODIGI disse que “é para MODIGI um acordo de distribuição muito importante e necessário. A parceria serve para aumentar a rede de lojas musicais de stream e download online para impulsionar e promover a geração de renda para artistas moçambicanos e internacionais”.
A MODIGI é a principal empresa moçambicana de distribuição de música e vídeo, representante da TheOrchard, subsidiária integral da Sonymusic entertainment. Especializada no licenciamento, distribuição de conteúdos, marketing e vendas vocacionadas em alargados rendimentos de artistas, produtores e editoras independentes através dos royalties das suas obras.
O M-toca é uma ferramenta de trabalho 100% moçambicana, que se dedica à venda de obras discográficas com enfoque especial dos países africanos falantes da língua portuguesa, com o potencial de dinamizar diversos factores dos quais destacam-se a melhoria da auto-subsistência de mais de 200 moçambicanos, a disponibilização da música moçambicana em todo território nacional e além fronteiras, garantindo a salvaguarda dos direitos do autor, o crescimento e regularização do mercado discográfico em Moçambique, a necessidade da existência de uma loja oficial que albergue toda a discografia moçambicana, a tributação do mercado discográfico em Moçambique.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here