Fundação FÉ e Cooperação reúne escritores da CPLP

0
128
António Cabrita Fotografia de Margarida Araújo

O mote é a literatura e a língua corresponde ao elo que garante a ligação entre povos. Através da literatura, é possível estabelecer um canal por onde a cultura de um povo é transmitida às próximas gerações, da mesma forma que difundida para outros cantos.

Com o propósito de discutir o papel da literatura na construção da comunidade, a Fundação FÉ e Cooperação reúne escritores de toda a CPLP na primeira edição do “Mapa da Língua – encontro literário de língua portuguesa”.

O evento – que inicia amanhã e se estende até ao dia 16 do mês corrente, quer promover o intercâmbio entre autores de expressão portuguesa, através de actividades de partilha e consolidação de conhecimentos sobre cultura local.

Segundo o comunicado de imprensa recebido pelo Mbenga, os escritores Armando Artur (Moçambique), Vera Duarte (Cabo Verde), Joana Bértholo (Portugal), Guiomar de Grammont (Brasil), António Cabrita (Portugal), Luis Cardoso (Timor-Leste) e João Fernando André (Angola) são alguns dos nomes que vão fazer parte do encontro que se pretende, ainda, debater o futuro da língua portuguesa através da literatura.

O documento aponta, também, que o “Mapa da Língua” é um espaço de intercâmbio cultural, concebido na ideia de “potenciar novos interesses e despertar novos horizontes e desafios no âmbito cultural em cada um dos paíse; potenciar novas oportunidades de desenvolvimento de trabalho e criação de sinergias e reforçar a advocacia para a importância da valorização da cultura, sobretudo da literatura e atividades com ela relacionada”.

A primeira edição do “Mapa da Língua” será completamente online, com transmissão através das páginas FECONGD e parceiros, e tem programadas 5 mesas redondas, com escritores provenientes de Angola, Brasil, Cabo-verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e Timor Leste.

Organizado pela Fundação Fé e Cooperação, em parceria com AEMO e Khandlelo, com a curadoria do poeta Amosse Mucavele, o “O Mapa da Língua” enquadra-se no Projeto Raízes e Cultura: “Empreendedorismo Cultural e Reforço da Identidade e Cultura Moçambicana” implementado pela Fundação Fé e Cooperação em parceria com a Khandlelo – Associação para o Desenvolvimento Juvenil, financiado pela União Europeia e Camões.I

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here