Choveram amores em Maputo

0
145

Adaptada de um texto extraído do livro “O terrorista Elegante”, de Mia Couto e José Eduardo Agualusa, a peça teatral intitulada “Chovem Amores na Rua do Matador”, foi, ontem, estreada, no Centro Cultural da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo.

Com encenação de Clotilde Guirrugo e Vítor Gonçalves e dramaturgia de Mia Couto, a trama conta a história de Baltazar Fortuna (Horácio Guiamba) um homem inconformado com as voltas que o mundo deu em torno da sua trajetória.

Entre as lamentações e o inconformismo face às amarguras impostas pela vida, Baltazar Fortuna regressa à pequena vila de Xigovia, no sul de Moçambique, para resolver os dramas e dilemas ligados ao seu passado.

Poligamo, de fortuna Baltazar só tem o nome e o desejo de se libertar das lembranças dos seus amores, intactas na memória. Em busca por “soluções” para se desfazer da sua condição miserável, Baltazar embrenha-se numa longa e tortuosa viagem.

O percurso é guiado por uma certeza, a de que as suas três mulheres (Mariana Chubichuba, Judite Malimali e Ermelinda Feitinha) são responsáveis pela sua em condição paupérrima e, por isso, são, também, o antídoto.

A trama ganha vida quando, desgastado com o desenrolar dos acontecimentos que o envolvem, Baltazar verifica que matar é a única forma de superar o seu drama. Intenta acções para matar as mulheres e, assim, eliminar o azar e todas as negatividades que o destino lhe reservou.

Em Xigovia, um lugar cheio de lembranças, Baltazar reencontra os seus amores. Revive experiências e episódios que procura apagar da memória, mas depara-se com factos surpreendentes.

Para Clotilde Guirrugo, encenar o texto de Mia Couto e José Eduardo Agualusa, dois renomados escritores, “é uma experiência especial, porque ambos são escritores e pessoas muito simples.”

“Pela primeira vez, no meu pequeno processo de encenação, o autor do texto esteve presente na encenação, de início ao fim”, revelou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here