Énia Lipanga partilha as “Nódoas dos seus Olhos”

0
216

Depois de “Sonolência e Alguns Rabiscos”, a primeira obra de poesia escrita em e tinta e braile, publicada em Moçambique, a escritora e poeta, Énia Lipanga, vai lançar, amanhã, às 17.30 horas, no Centro Cultural Brasil-Moçambique, em Maputo, o livro “Para Enxugar as Nódoas dos Meus Olhos”.

Na nova proposta, chancelada pela Gala-Gala Edições, Lipanga apresenta poemas dirigidos às mulheres, pela entrega incansável às lutas diárias em nome da sua auto-afirmação. Aborda, também, questões intimistas, intentando um mergulho pelas alegrias, feridas e cicatrizes da alma.
Para a professora e investigadora brasileira, Ana Rita Santiago, que assina o prefácio, “Ecoam, em ‘Enxugar as nódoas dos meus olhos’, sussurros, gritos e silêncios que não advêm de choros e lágrimas, que facilmente se enxugam, mas de nódoas que se imprimem nos olhos e corpos de quem canta.”
A apresentação do livro será feita por A apresentação será feita por Sara Jonas Laisse, doutorada em Literaturas e Culturas em Língua Portuguesa pela Universidade Nova de Lisboa.

Énia Lipanga é rapper, poetisa e activista social para a defesa dos direitos humanos e da mulher. Dedica as suas actividades à inclusão social.
É fundadora da iniciativa Palavras São Palavras e integra o grupo de RAP Revolução Feminina. Tem os seus poemas publicados em três antologias comemorativas dos encontros dos poetas da CPLP. É embaixadora da Better World. Em 2018, foi nomeada uma das 10 mulheres mais inspiradoras de Moçambique, pela Hamasa Magazine, uma revista tanzaniana. Publicou, em 2019, o livro de poemas “Sonolência e Alguns Rabiscos”, o primeiro livro de poesia em tinta e Braille publicado em Moçambique.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here