Porto de Maputo oferece livros as Bibliotecas Municipais da capital do país

0
43
Fotografia dos livros, concedida pelo CMM

Os autores moçambicanos Luís Bernardo Honwana (Nós Matamos o Cão Tinhoso), Rui Nogar (Silêncio Escancarado), Suleiman Cassamo (O Regresso do Morto), Luís Carlos Patraquim (A Inadiável Viagem), Mia Couto (Terra Sonâmbula), Eduardo White (País de Mim) e Noémia de Sousa (Sangue Negro), passam a integrar as prateleiras das Bibliotecas Municipais da capital do país com a oferta do Porto de Maputo.

Estas obras são destinadas, conforme a nota de imprensa recebida pelo “Mbenga”, primordialmente a prover as bibliotecas e escolas públicas, no intuito de promover o gosto e o hábito de leitura, sobretudo junto dos jovens, que de outro modo não teriam acesso a uma biblioteca mínima de autores moçambicanos.

“Pretende-se”, lê-se no referido documento, “finalmente, resgatar na sociedade moçambicana, o valor e o prestígio social do livro e a sua centralidade no quotidiano. Uma sociedade não se constrói sem cultura e há sociedades sãs sem cidadão livres, cultivados e esclarecidos, política, social e culturalmente”.

Através desta parceria com a empresa Porto de Maputo, prossegue o documento que estamos a citar, o Conselho Municipal de Maputo conseguiu concretizar mais uma acção cultural em prol dos munícipes, ao materializar os benefícios proporcionados pelos hábitos de leitura, resultando no recebimento de mais de 70 livros, que serão colocados na rede das bibliotecas municipais.

A edilidade de Maputo acredita que a leitura para além de fortalecer a identidade da cidade e do país, a consciência de cidadania, a leitura contribui para o fortalecimento de uma sociedade mais justa e inclusiva.

“O Conselho Municipal de Maputo está sempre com as portas abertas para desenvolver qualquer parceria que gere esse tipo de benefício. Quando optamos em colocar as bibliotecas (num total de 10) nos distritos municipais, junto dos munícipes, sabíamos que precisaríamos da colaboração da sociedade/empresários e que não teríamos dificuldades em encontrar interessados em apoiar esse projecto”, destacou a chefe das bibliotecas municipais, Neyma Madaugy.

Trata-se de livros da Colecção “Porto de Maputo Autores Moçambicanos”, em parceria com a editora Marimbique, um projecto que visa edição e a reedição de escritores moçambicanos, desde os fundadores passando pelos autores revelados pela independência até às novas gerações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here