Textos de Fernando Brandão

0
147

por Fernando Ferro Brandão

PEDAGOGIA DO DESENCONTRO.

Todos os dias como nos últimos vinte e poucos anos de sala de aula as atividades se iniciam. No ano passado(2020), saí abruptamente do pessoal para o impessoal. Quero aqui trazer um pouco dessa dinâmica. A data que escrevi estas observações foi, 14/07/2020. O QUE NÃO PODE DÁ CERTO. Meu dia é tumultuado de informações, o APP-CMSP, me cobra acompanhar a programação do aplicativo, as salas que eu ministro aulas, me procuram no meu horário de trabalho e fora dele também, o ponto sempre chega no Google Forms. O Google Classroom adotado pela escola tem dado respostas às questões das matrizes de avaliação processual e os conhecimentos básicos dos alunos. Confesso que não consigo trabalhar com os alunos todas as vezes que me programo, o ATPC, está acontecendo, mas as aulas no APP também. A preparação das aulas é necessária, mas as instâncias administrativas burocráticas também querem impor suas demandas,(EFAP, DIRETORIA, COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA, CMSP etc), nos cobra tudo ao mesmo tempo. Quero corrigir as atividades dos alunos, mas o secretário vai falar. Quero corrigir os trabalhos dos alunos, mas o forms quer as respostas, quero orientar os alunos, mas um conjunto de professores querem passar o ECA, protagonismo juvenil… Iniciei a jornada às 7h45, e já são 21h00 e ainda não consegui desenvolver o trabalho como devia. Eu já ia esquecendo, tenho que responder a o forms folha de ponto. Tenho que digitar meu e-mail duas vezes, o meu nome, o Rg também. Perguntas: você falou com sua coordenação? Você viu as aulas no APP? Você falou com suas turmas? Você falou com os professores? Nessa hora a tempestade cerebral já está acontecendo. Vou dormir com uma verdadeira pandemia na cabeça.
OBS: Não consegui ler uma página do livro de Dostoiévski, que havia planejado como parte da minha formação. Estão criando uma estrutura burocrática gigante, onde todos querem mostrar o que estão fazendo e o aprendizado dos alunos está ficando como objeto de estudo dos intelectuais, para o pós pandemia.

Pintura de João Timane
Pintura de João Timane

PARTE II 23/02/ 2021

Voltamos ao presencial e a pandemia continua. A burocracia está implacável, as resoluções do governo não param, Os ATPCs e as atividades pedagógicas no CMSP-formação, também, só que o desencontro também aumenta. Vivemos uma espécie de dualidade na gestão, uma hora Rose Neubauer outra Gabriel Chalita, acaba não sendo nem uma nem outra. Já explico melhor, as resoluções são um pouco Augusto Comte com avaliações de Skinner ao passo que nas formações pedagógicas discute-se tudo e aprofunda-se pouco. Falam em Piaget, Vigotsky, Hobsbawm, Paulo Freire etc. Falta um pouco de definição do que fazer. Só sei que eu já estou em sala de aula e o encontro com os alunos foi diferente, um misto de emoções, Medo, angústias, frustrações, desejos, vontades, tudo isso em sala de aula, mas tá sendo uma experiência nova ninguém sabe o que pode acontecer. Sou favorável ao uso da máscara do protetor facial, só que as resoluções continuam como se quisessem isentar o Estado de possíveis contaminações de profissionais da educação, não é verdade que você usando todos os EPIs, está isento de se contaminar. De uma coisa eu tenho certeza, a escola está um pouco triste, na segunda aula que ministro minhas orelhas já estão doendo, meu nariz e garganta ardendo, minha viseira embaçada, minha expressão facial encoberta. No final do período uma dor de cabeça horrível e perdemos o que temos de melhor em sala de aula(o sorriso). O sorriso das pessoas agora abafado e sufocado pela máscara. Enquanto a pandemia do Covid não termina nós continuamos enfrentando todas essas pandemias aguardando a vacina.

***

Fernando Ferro Brandão. São Paulo Brasil (Brazil).Professor de História do Estado de São Paulo e atualmente supervisiona também o programa institucional de bolsas de iniciação à  Docência, PIBID-UNIFESP. Foi diretor da CUT-SP.(Central Única dos Trabalhadores),por dois mandatos. Trabalhou na SDU, Secretaria do Desenvolvimento Urbano. Também exerceu o cargo de Secretário Adjunto da Educação da Cidade de Guarulho-SP e Assessor Especial de Gestão na Secretaria do Governo. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here