Quero os meus biscoitos

0
90
Grito, de Henry Taylor

Por: Pedro Pereira Lopes

Um amigo contou-me, certa vez, um episódio digno de bíblia. Ele tinha presenciado, numa tarde, o instante em que um rapaz, de cerca de 9 anos, mudo desde que nascera, começou a falar.

Conta-se que o homenzinho deixou os seus aposentos e foi à mercearia da esquina comprar biscoitos. Quando ele estava para cravar os dentes na primeira guloseima, enquanto segurava o pacote com a outra mão, surgiu um maltrapilho que lhe furtou o precioso bem. Bastante enervado, com um nível de fúria que nunca antes tivera, o rapaz, que nunca antes tinha falado, gritou:

Quero os meus biscoitos!

A história acaba com a rendição do usurpador e uma salva de palmas dos espectadores, que não crendo no que acabavam de assistir, puseram-se a louvar o milagre.

A ser verdadeira esta façanha, o controlador de voos dos pássaros estava modesto, naquele dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here