Uma conversa sobre dança no novo contexto

0
179

De alguma forma todas as artes, assim como o tecido social, foram afectadas pela pandemia. O debate “Dança e festivais. Que reivenções no novo mundo?” que iremos estrear, no dia 19 deste mês, às 18.30 horas, pretende perceber de que forma essa disciplina performativa foi afectada.

A sessão de conversa que será transmitida na página do Facebook e no canal do Youtube do Centro Cultural Franco-Moçambicano, terá como convidados a coreografa e performer Edna Jaime e Quito Tembe, director do festival de dança conteporânea Kinani e Presidente OTHAMA.

Produzido pela Plaforna Mbenga Artes e Reflexões, o debate teve a moderação do jornalista Leonel Matusse Jr.  

 Com efeito, a Plataforma Mbenga Artes e Reflexões prossegue com o debate sobre as Indústrias Culturais e Criativas em Moçambique cuja estreia foi no dia 13 de Maio na página do Facebook do Centro Cultural Franco Moçambicano.

No mesmo contexto, reflectindo sobre as pessoas que irão materializar as supracitadas indústrias, em Junho discutiu a inexistência do Estatuto do Artista moçambicano e de o reconhecimento jurídico de todos os profissionais do Sistema das Artes no país.

Tendo o debate sobre o Estatuto começado com profissionais do teatro, no mês passado a discussão foi a partir da visão dos artistas plásticos.

O objetivo do debate é trazer esta preocupação para a esfera pública, pois a Plataforma Mbenga Artes e Reflexões entende que, sendo esta classe a que opera nas Indústrias Culturais e Criativas em Moçambique, é imprescindível uma ferramenta legal que a defina. E tendo em conta o facto de cada disciplina artística ter a sua própria especificidade, optou-se por fazer o debate de forma faseada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here