Poemas de Alerto Bia

0
354
Alerto Bia
Alerto Bia

Textos de Alerto Bia

Sobre Tudo

na demora do fim
nenhuma algazarra pela rua
e vazia, a beleza do despovoado

a morte instrui desgraça
e o coração, que é martelo, badala como gongo

sou agora móvel da casa, nos restantes dias
antes do fim

Desenho de Joaneth
Desenho de Joaneth

[…]
Meço a distância com os olhos aquém destas persianas
E a súbita vontade de em algum lugar estar ascende o coração
Então contemplo os barcos de papel ancorados no cais!

[…]
o tempo se principia
os homens exaustos sobre si sentados
e o meu poema nasce inseguramente
com isto
uma igreja com saudades de todos delitos

[…]
A rua passa pela frente da casa
Sempre à mesma distância
E o pé não a alcança
Com a iminência da morte
Na vértebra do mundo.

***

Alerto Bia, nasceu a 02 de Março de 1993 em Inhambane – Moçambique. Formado em Ensino de Inglês pela Universidade Pedagógica. É membro da CEPAN (Clube de escritores e Amigos, Poetas do Niassa) e Coordenador do Núcleo Provincial de AMOLP (Associação Moçambicana de Língua Portuguesa) – Niassa. Publicou “Sombras Cálidas” um livro de poesia, sob a chancela da Editora do Carmo, Brasil, 2017. Participou da Antologia Poética +258. Foi distinguido no 4º lugar no IV Concurso Internacional de Poesias – Prêmio Cecília Meireles, 2019. Escreve prosa para Revista Literatas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here