Poemas de Lino Mukurruza

0
397
Lino Mukurruza
Lino Mukurruza

Textos de Lino Mukurruza

é como se germinasse uma nuvem nas mãos
ou no ângulo da visão
mira-se a dialéctica dos pássaros
voando o fogo arrefecido da língua
todavia um barco enrola tédio umbroso
e temos a prematura infância do mar e na concha da mão
e no deslize do voo outro corpo brumoso

*

com quantos átomos se pode testar a língua no poema
ou com que linguagem
podemos formar uma molécula de Árgon
com a densidade igual a asa do poema
sobre um projéctil à âncora de um Titanic por exemplo

Desenho de Joaneth
Desenho de Joaneth

*

circunvago-te de nomes e com palavra misteriosa:
tartaruga-marinha cavalo-marinho e
sombra-marinha
e agora tenho procurado por dentro de mim
uma evidência ou ainda réplica de um animal-marinho e selvagem alojado
isto vejo na polposa mão directa onde fogo endireitado é sublime presságio
portanto
há um lugar submerso e próximo da mão
por onde abriga-se em uma casa silenciosa da água, o mar

***

LINO MUKURRUZA (pseud.) de Lino Sousa Mucuruza. Nascido aos 4 de Maio de 1989. Tem publicado; vontades de partir & Outros desejos (FUNDAC, 2014) e Almas em tácitas (LUA DE MARFIM, 2015) e Revistas de literatura e Antologias (Moçambique, Portugal, Brasil; Itália, Espanha). É licenciado em Ensino de Língua Portuguesa, pela Universidade Pedagógica de Moçambique.  

Artigo anteriorCrónica de Dorivaldo Manuel
Próximo artigoPoemas de Renée Vidal
Hirondina Joshua nasceu em Maputo, Moçambique, aos 31 de Maio de 1987. É membro da Associação dos Escritores Moçambicanos. Participou de várias antologias, revistas blog, jornais, colóquios, debates, festivais nacionais e estrangeiras. Tem colaborado com a plataforma mbenga de artes e reflexões fazendo conversas e divulgando textos de autores lusófonos. É co-redatora da revista portuguesa incomunidade. E colunista da revista galega palavra comum onde colabora com ensaios sobre a arte da escrita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here