Masterclass MultiChoice Talent Factory durante a Semana de Cinema Africano Moçambique

1
380
Ute Fendler, curadora do festival, investigadora alemã, na Universidade de Bayreuth

A 5.ª Semana de Cinema Africano Moçambique vai receber, nos dias 02, 03 e 04 de Março, no Centro Cultural Franco-Moçambicano, três masterclass para profissionais e estudantes de cinema. 

A primeira, sob o título “Crítica e Análise de filmes”, será orientada pela curadora do festival, a investigadora alemã Ute Fendler na Universidade de Bayreuth e é dirigida a cinéfilos, a críticos, jornalistas e pesquisadores.

As duas seguintes, de natureza profissional, enquadram-se na iniciativa MultiChoice Talent Factory (MTF) e serão facilitadas por outros especialistas internacionais. 

O masterclass sobre o “som Dolby” vai abordar o uso da tecnologia Dolby para uma melhoria da qualidade sonora dos conteúdos no continente africano, e será conduzida por, Quinton Schmidt, Director de Vendas da Dolby, para a África Sub-sahariana e o designer e engenheiro de som Chris Born, residente em Moçambique e fundador da Auxene.

Caberá ao produtor e especialista Neil Brandt, da StoryScope, conduzir a referente a temática “Do guião ao ecrã”, na qual vai abordar o que são os caminhos para o financiamento e a distribuição da cinematografia africana, num mercado de conteúdos em rápida evolução, quer ao nível regional quer global.

As masterclass visam desenvolver as habilidades técnicas dos criativos da indústria cinematográfica, a fim de melhorar a qualidade das produções locais.

Em linhas gerais, através das masterclasses a MTF espera contribuir para a formação de novos autores e consolidação da indústria de cinema nos países africanos.

No seu histórico, desde o lançamento em Janeiro de 2019, as masterclass desenvolvidas no contexto da MTF já foram apresentadas em no país, em Angola, Quénia, Gana, Malawi, Nigéria, Tanzânia, Uganda, Namíbia, Botsuana, Etiópia e Zâmbia.

O programa procura reforçar a difusão da diversidade e da riqueza da cultura africana através da história, profundamente enraizada, do continente.

“A indústria africana do entretenimento está no centro de quem somos e do que fazemos”, advoga a MultiChoice África. 

A 5.ª Semana de Cinema Africano Moçambique decorre entre os dias 27 e 04 de Março, levando até ao público grandes produções contemporâneas de ficção de longa-metragem, a maioria das quais em estreia no país, e com presença de realizadores convidados, numa organização da Associação Amigos do Museu de Cinema, com o patrocínio oficial da MultiChoice Moçambique.
O acesso às masterclass no âmbito do programa MultiChoice Talent Factory é gratuito, as inscrições devem ser realizadas por email e a sala tem uma lotação máxima de 70 lugares.

Artigo anteriorRUNNING FROM THE URB
Próximo artigoImpressões 2.0
É licenciado em Jornalismo, pela ESJ. Tem interesse de pesquisa no campo das artes, identidade e cultura, tendo já publicado no país e em Portugal os artigos “Ingredientes do cocktail de uma revolução estética” e “José Craveirinha e o Renascimento Negro de Harlem”. É membro da plataforma Mbenga Artes e Reflexões, desde 2014, foi jornalista na página cultural do Jornal Notícias (2016-2020) e um dos apresentadores do programa Conversas ao Meio Dia, docente de Jornalismo. Durante a formação foi monitor do Msc Isaías Fuel nas cadeiras de Jornalismo Especializado e Teorias da Comunicação. Na adolescência fez rádio, tendo sido apresentador do programa Mundo Sem Segredos, no Emissor Provincial da Rádio Moçambique de Inhambane. Fez um estágio na secção de cultura da RTP em Lisboa sob coordenação de Teresa Nicolau. Além de matérias jornalísticas, tem assinado crónicas, crítica literária, alguma dispersa de cinema e música. Escreve contos. E actualmente, é Gestor de Comunicação da Fundação Fernando Leite Couto.

1 COMENTÁRIO

  1. Quero agradecer pelo o projecto e que crie mas oportunidade para nos apaixonados pela a setima arte. Quero aprender muito sobre setima arte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here