PROCULTURA PALOP-TL dá bolsas de estudo para música e artes cénicas

0
478
Venâncio Calisto é um dos beneficiários desta iniciativa. Encontra-se em Lisboa a frequentar o mestrado em Teatro e Comunidades.

Projeto da União Europeia PROCULTURA PALOP-TL abre candidaturas para atribuição de bolsas de estudos nas áreas da Música e Artes Cénicas.

Estão abertas as candidaturas para atribuição de 27 bolsas de estudo de licenciatura e mestrado a cidadãos dos PALOP e de Timor-Leste, para a frequência de cursos em instituições de ensino superior, nas áreas da música e artes cénicas.

Esta ação ocorre no âmbito do projeto da União Europeia PROCULTURA PALOP-TL e tem como objetivo favorecer a contemporaneidade e inovação nos setores da música e das artes cénicas, através do acesso a educação de referência e mobilidade internacional de criadores e operadores dos PALOP e de Timor-Leste.

As candidaturas estão abertas entre 3 de fevereiro e 1 de julho de 2020 e destinam-se a cidadãos de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste e aí efetivamente residentes.

O regulamento e os formulários de candidatura estão disponíveis em: https://www.instituto-camoes.pt/activity/o-que-fazemos/bolsas-estudo/bolsas-procultura-palop-tl-ue

PROCULTURA é uma Ação do Programa Indicativo Multianual PALOP – Timor-Leste e União Europeia, financiada pela União Europeia, cofinanciada e gerida pelo Camões, IP e cofinanciada também pela Fundação Calouste Gulbenkian. Tem por objetivo contribuir para a criação de emprego na economia cultural e criativa nos PALOP e em Timor-Leste, com um orçamento de 19 milhões de euros.

Artigo anterior5.ª edição da Semana de Cinema Africano Moçambique
Próximo artigoHirondina Joshua ainda não sabe reagir à exposição do Correntes d’Escrita
É licenciado em Jornalismo, pela ESJ. Tem interesse de pesquisa no campo das artes, identidade e cultura, tendo já publicado no país e em Portugal os artigos “Ingredientes do cocktail de uma revolução estética” e “José Craveirinha e o Renascimento Negro de Harlem”. É membro da plataforma Mbenga Artes e Reflexões, desde 2014, foi jornalista na página cultural do Jornal Notícias (2016-2020) e um dos apresentadores do programa Conversas ao Meio Dia, docente de Jornalismo. Durante a formação foi monitor do Msc Isaías Fuel nas cadeiras de Jornalismo Especializado e Teorias da Comunicação. Na adolescência fez rádio, tendo sido apresentador do programa Mundo Sem Segredos, no Emissor Provincial da Rádio Moçambique de Inhambane. Fez um estágio na secção de cultura da RTP em Lisboa sob coordenação de Teresa Nicolau. Além de matérias jornalísticas, tem assinado crónicas, crítica literária, alguma dispersa de cinema e música. Escreve contos. E actualmente, é Gestor de Comunicação da Fundação Fernando Leite Couto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here