Estudo mapeia património cultural da província de Maputo

0
279

Mapear o artesanato tradicional, a literatura oral e os jogos tradicionais da província de Maputo é um dos objectivos do Estudo sobre o Património Cultural, cujo resultados preliminares serão apresentados, amanhã, na Fortaleza de Maputo.

A pesquisa é enquadrado no Projecto “Raízes e Cultur@: Empreendedorismo Cultural e Reforço da Identidade e Cultura Moçambicana”, uma iniciativa, que pertence à Fundação Fé, em parceria com a Associação para o Desenvolvimento Juvenil Khandlelo. A acção é financiado pela União Europeia e pelo Camões – Instituto para Cooperação e Língua.

A pesquisa vem sendo desenvolvida pela historiadora e gestora cultural, Matilde Muocha. A estudiosa refere, que dados preliminares revelam, que a província de Maputo tem um espólio rico do artesanato tradicional, o qual, é, maioritariamente, constituído por um artesanato utilitário.

“Fazem parte deste tipo de artesanato, conjuntos de objectos de palha: peneiras, vassouras e cestos, de objectos de barro: mbengas, mbitas e hotsos, instrumentos musicais: batuques, Mpala Mpala, Xigoviya, Xiquitsi e Xitende, entre outros”, explica.

Matilde Muocha refere, que a literatura oral é, igualmente, rica em contos e narrativas fundacionais, embora seja clara a sua progressiva extinção.

Em relação aos jogos tradicionais, a historiadora e  gestora cultural indica, que há uma expressão massiva da prática do N´txuva e do Muravarava. “Embora menos praticados, se reconhece a existência de outros jogos tradicionais, tal é o caso de Mathokozana, Mbalêlê Mbalêlê, maguedlane, mazombwanha e wagona”, detalha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here