KINANI representa o país na Inglaterra

0
332

A PLATAFORMA Internacional de Dança Contemporânea – KINANI representa  Moçambique na bienal do British Council “Edinburgh Showcase”, na cidade de Londres, Inglaterra. 

Quito A. Tembe, director da plataforma, integra a delegação africana que participa no evento, desde o dia 19 de Agosto, tendo feito parte de um painel com representantes dos outros continentes (um de cada).

Na sua intervenção, a semelhança dos outros, falou sobre modelos de curadoria. “O KINANI atraiu a atenção de muitos artistas (que era o público), sobretudo por ser uma plataforma com um modelo de gestão particular, numa sociedade em que há poucos apoios para arte, que desafia o pensamento”.

A persistência numa plataforma de dança contemporânea, conta Quito A. Tembe, levantou várias perguntas do auditório, pois, parece mais fácil vergar para a música, por exemplo.

O director do KINANI considera, que este encontro constitui uma oportunidade para explorar novas experiências e conquistar parceiros e financiadores, não apenas para  variados projectos culturais no país.

“Vamos namorar parceiros, para potencializar a programação do nosso festival, que se avizinha, e ao mesmo tempo, pretendo vender o nosso potencial turístico-artístico para as diferentes empresas britânicas presentes no evento”, disse Tembe.

O encontro, acrescentou, servirá também para divulgação da cultura moçambicana, a riqueza turística, que pode servir de cartão de visita para o país, pois, posiciona-se entre os 100 melhores destinos turísticos do Mundo.  

Com efeito, Quito Tembe refere que a área turística é o seu grande foco, no âmbito da OTHÀMA, um organismo de promoção das artes, cultura e turismo, em Moçambique e além fronteira, que integra a IVERCA e a Khuzula. O KINANI é um dos membros fundadores.    

A escolha do KINANI, segundo indica a organização, justifica-se pelo facto da plataforma ter se firmado nos últimos 10 anos, como uma das mais influentes na promoção da dança contemporânea ao nível da Região Austral.

O Edinburgh Showcase é um evento organizado pela empresa britânica British Council desde 1997. O evento é considerado um dos maiores momentos de apresentação de talentos britânicos ao mercado internacional de arte.

Os organizadores convidam programadores, directores de teatros e festivais de grande renome internacional para em primeira instância, manter um contacto directo com o potencial artístico britânico descoberto num período de dois anos de preparação.

Artigo anteriorO plano dos ratos
Próximo artigoRAPÓDROMO DUPLA COLISÃO Rappers digladiam-se pela primeira vez em batalhas duplas
É licenciado em Jornalismo, pela ESJ. Tem interesse de pesquisa no campo das artes, identidade e cultura, tendo já publicado no país e em Portugal os artigos “Ingredientes do cocktail de uma revolução estética” e “José Craveirinha e o Renascimento Negro de Harlem”. É membro da plataforma Mbenga Artes e Reflexões, desde 2014, foi jornalista na página cultural do Jornal Notícias (2016-2020) e um dos apresentadores do programa Conversas ao Meio Dia, docente de Jornalismo. Durante a formação foi monitor do Msc Isaías Fuel nas cadeiras de Jornalismo Especializado e Teorias da Comunicação. Na adolescência fez rádio, tendo sido apresentador do programa Mundo Sem Segredos, no Emissor Provincial da Rádio Moçambique de Inhambane. Fez um estágio na secção de cultura da RTP em Lisboa sob coordenação de Teresa Nicolau. Além de matérias jornalísticas, tem assinado crónicas, crítica literária, alguma dispersa de cinema e música. Escreve contos. E actualmente, é Gestor de Comunicação da Fundação Fernando Leite Couto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here