Exposição Dakar/Berlim: duas cidades, uma paixão

0
194

Conhecer edifícios, estradas, avenidas, portos, vilas, cidades, hábitos, pessoas e viajar por culturas de dois pólos diferentes (África-Europa), são as propostas feitas por Mamadou Gomis e Simone Gilges sob a forma de fotografia.
Os dois fotógrafos expõem, no Centro Cultural Português, de 11 de Junho a 03 de Julho, vivencias de Dakar e Berlim. As obras são resultado da curiosidade de ambos em conhecerem o país do outro e trocar experiências.


Texto: Safira Chirindza
Mamadou Gomis é senegalês. Fotografo desde 1999 e jornalista há 16 anos faz exposições internacionais desde 2005. Simone Gilges é Alemã. Fotógrafa desde 1996 e expõe as suas obras há 17 anos a nível internacional. Com origens diferentes, eles são unidas pela mesma paixão: a fotografia.
Foi num evento como este, uma exposição, que os dois se conheceram. Cada um apresentou aquilo que era e desde ai abriu-se um espaço de intercâmbio. Ao longo de três anos eles trocaram fotos de seus países.
Mamadou explica que “o objectivo era mostrar o que se passa no país de cada um de nós, conhecer melhor a realidade um do outro o que originou a possibilidade de podermos viajar para ver de perto os lugares”.
Gomis afirma que é a primeira vez que faz uma mostra do seu trabalho em Moçambique, mas já havia tido a oportunidade de passear e fotografar a cidade capital.
Dispostas aos pares, de um lado Dakar (Senegal) e outra Berlim (Alemanha), as fotografias passeiam a sua classe convidando o público a aprecia-las, viajar e dar seus diferentes e às vezes contrários, pontos de vista.
“Estas fotos, para mim, representam o amor infinito pela atenção que se dá aos espaços que no nosso dia-a-dia não damos importância alguma”, expressou Nélio Chaule -visitante da exposição e estudante de Artes Visuais.
Já Isaías Litsure é da opinião de que parte das fotografias representam sofrimento e outras mostram bem-estar. “Para mim há uma contrariedade nestas fotos”.
A iniciativa da exposição é do Instituto Cultural Moçambique -Alemanha (ICMA) e tem como objectivo, segundo Birgit Plank, Directora da instituição, estimular os fotógrafos na troca de experiência.
“O evento está inserido num projecto do Instituto de Relações Exteriores visa criar fortes relações e intercambio entre os fotógrafos”, afirma Birgit Plank.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here