Osvaldo das Neves lança primeira obra de ficção

0
169

“Vingança de Jesus Cristo”: Um sonho que Vingou

HPIM3189Uma criança sonhadora de 8 ou 9 anos de idade depois de ler o livro de Juvenal Bucuane ganha inspiração e rabisca no papel um conto. O texto lhe persegue em sua adolescência e juventude, quando a inspiração vinha ele ia melhorando-o. Passadas quase duas décadas, no dia 24 e Setembro, no Centro Cultural Português, em uma sala cheia, Osvaldo das Neves tem a oportunidade de mostrar este conto e mais 11 num livro, “A Vingança de Jesus Cristo”, para seu ídolo e o mundo.


Texto: Hélio Nguane

HPIM3189No seu prefácio Suleiman Cassamo refere que A Vingança de Jesus Cristo “é uma colectânea que inclui 12 contos distintos no seu arcaboiço, fôlego e inspiração”. Elcídio Bila, um dos membros co-fundadores da Livaningo Cartão d’arte, rotula a obra como “Polémica e problemática”.

Sentado numa fogueira, um velho espevitado pelo vinho e pela insaciável curiosidade de seu neto narra a morte de Cristo. Com um toque moçambicano a mistura, o escritor Osvaldo das Neves reinventou um Jesus Cristo com outra face.

“Eu considero-me sujo, reles, sem capacidade de resolver os problemas do mundo, então recorre a uma entidade suprema, Jesus Cristo, de modo a despertar a sociedade, chamar atenção para os seus problemas. A Vingança de Jesus Cristo, pois é um título forte, polêmico e é o conto que inicia a obra”, esclarece Osvaldo das Neves.

Sem tabus temáticos

O escritor não tem Tabus temáticos, tudo que lhe ocorre na sociedade escreve. “ Sempre que me vem a vontade escrevo. Redijo textos sobre questões sociais e questões passionais como o amor entre pai filho, amor aos mais velhos e o amor entre homem e mulher”.

Na obra “Vingança de Jesus Cristo” este autor traz uma diversidade de temas. “Neste livro trago o contraste urbano, relação língua portuguesa nossas línguas, situação das mortes, inveja, ódio e traição”. Na obra o autor nos conduz a passear na forma como ele olha o mundo.

O Primeira rebento de Osvaldo das Neves

O livro é lançado com o carimbo da Livaningo Cartão d’Arte, editora que produz livros artesanais com capas de cartão. “A Vingança de Jesus Cristo” constitui a 19ª obra lançada pela editora desde que esta foi criada há dois anos. A capa em cartão evidencia a criatividade, cada livro tem o seu toque único.

“Publiquei através da editora Livaningo Cartão d’Arte, poderia ter sido uma outra editora, mas escolhi essa pela liberdade, não censura a temática escolhida. Essa é a minha primeira obra de ficção publicada, já fiz várias recessões críticas”, afirma.

Para Das Neves redigir o primeiro parágrafo é um desafio. “Muitos textos morrem prematuramente por terem um início que não agrada o autor e acabam amalfanhados e jogados na lixeira. O texto que mais me marcou pelo seu início foi “João Guloso”. Confesso, esse conto teve o início que mais estimei”.

Das Neve sente-se mais à-vontade nos sonetos mas preferiu iniciar as suas publicações faccionárias com está obra. A primeira obra de Osvaldo das Neves inclui tem textos que marcaram sua vida literária.

Um sonho realizado

O meu primeiro texto (Palavras da Velha) faz parte da obra e foi redigido, tinha 8 a 9 anos de idade, quando terminava de ler o livro “A Raiz e o Canto” de Juvenal Bucuane que hoje se faz presente na sala”.

O lançamento da obra é a realização do sonho de Osvaldo das Neves. “Hoje é um dia especial para mim, é a realização de um sonho. Nesta sala estão autores que admiro, como Calane da Silva, Juvenal Bucuane entre outros, e tenho a oportunidade de compartilhar com ele os meus escritos, é gratificante”.

Este autor já tem obras finalizadas, faltando-lhe agora fazer o lançamento das mesmas.Já conclui um bom número de obras, A vingança de Jesus Cristo foi a primeira obra que escolhi para ser publicada. Pretendo brevemente lançar um romance com o título “A Greve das Empregadas”, outro com nome Ivone, e um livro de poemas.

O escritor Osvaldo das Neves nasceu no dia 5 de Maio de 1987 em Angoche, Nampula. É licenciado em Linguística e Literatura na Universidade Eduardo Mondlane (UEM). Crítico literário, já foi colaborador do Semanário Sol. O autor é membro da associação literária OLEPA de Nampula. Já foi livreiro na Minerva Central e actualmente é docente na UEM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here