Notícias que Deodato Sikir nos traz

1
214

deodato-Baterista-evento22 (1)Deodato Sikir é um músico moçambicano radicado na Suécia desde 2001. Multifacetado, é vocalista, baterista, percepcionista, produtor e director musical. Sikir trouxe os seus dois registos discográficos, Mutema (2007) e Balanço (2011), no concerto “As Notícias que te Tragoapresentado no Centro Cultural Franco Moçambicano (CCFM),no transacto dia 18 de Julho.

 


Fonte: http://saule.lt/vilniaus-dziazo-orkestras-vadovas-remigijus-rancys-denise-fontoura-ir-deodato-siquir/

Deodato-Siquir-Vilkaviskis (1)

Depois de ter participado, em Maio, do Festival Azgo, Deodato voltou a laurear o público da cidade das acácias com a sua presença em palco. Desta vez, o lugar eleito foi o CCFM. O palco estava vestido de luz e som que perfumava a sala que esteve a altura de um artista internacional que já passeia nesse universo musical desde a adolescência.

A banda que acompanhou os presentes na noite de sexta-feira no Franco era constituída por Deodato Sikir, a cabeça do Agrupamento, Hélder Gonzaga (baixo), Samito Tembe (percussão) e pelo sueco David Back (teclado). Estes instrumentistas foram coadjuvados por um coral, que tinha como figuras o casal Naldo Ngoca e Sheila Jesuita.

 

Concerto                                        

O corredor que dava acesso à sala do concerto mostrava-se pequeno para acomodar tanta gente, alguns sentados e outros cumprimentando velhos amigos às gargalhadas. Olhavam para o relógio, visto que o cartaz anunciara que o concerto iniciaria às vinte e trinta, mas as portas só se abriram meia hora mais tarde, 21h00.

Deodato, sentado diante da sua bateria e do microfone, agasalhou o público que se fez ao franco naquela noite fria de sexta-feira. Sikir cantou músicas conhecidas e outras recém-produzidas. Os espectadores fizeram coro.

Os instrumentistas não quiseram deixar seus créditos em mãos alheias e justificaram a sua presença naquela noite. Quando chamados para o “soul”, Gonzaga com sua guitarra ao colo e os pedais na ponta frontal do pé direito transbordou talento, numa execução que fez vibrar os presentes.

A surpresa da noite

O rapper Mega Júnior (Baltazar Sikir), irmão de Deodato, foi convidado a dividir o palco com aquele elenco. Mega Júnior, que habituou as suas aparições nos géneros musicais hip-hop e pandza, surpreendeu a todos distribuindo suas rimas nas notas do Jazz, mostrando-se, assim, versátil na sua arte. “Eu não estou para escolher estilos musicais. Eu vou para onde a onda me levar, seja Marrabenta, Bossa Nova ou Jazz, eu vou repar”, disse.

Mega Júnior manifestou sua alegria por ter feito parte do concerto. “Foi uma honra estar aqui. Mano Deodato é muito selectivo nas músicas que ouve e quando ele me convidou me senti lisonjeado”.

Os músicos que acompanharam Deodato no palco mostraram-se honrados com o facto de terem partilhado aquele espaço. Para Samito Tembe, tocar com Deodato foi uma aprendizagem e uma realização “foi uma experiência, um sonho. Eu aprendi a tocar com base nele, foi um prazer”, confessou o jovem percussionista.

David Back não escondeu o sentimento de alegria de poder actuar com este artista na terra que ouviu seu primeiro choro, nem perdeu a oportunidade de o adjectivar. ” Eu faço música com Deodato na Europa. É fantástico vir para aqui e ver de onde ele vem. Conheci Xipamanine, suas origens, sua família. Ele é abençoado, carismático e muito talentoso” revelou o pianista sueco, amigo pessoal de Deodato.

Back teceu elogios aos músicos da terra da marrabenta. “Eu acho que os músicos moçambicanos são muito talentosos e muito bons a tocar e a cantar. Deodato, por exemplo, consegue tocar bateria, guitarra e cantar ao mesmo tempo”. Este músico internacional conta que manteve contacto com “um grande vocalista, Wazimbo. Ele tem uma voz africana muito profunda” concluiu David Back.

1 COMENTÁRIO

  1. A cultura precisa de apoio e é interesante o suporte que voces “Mbenga” dao a cultura com o pouco recurso que voces tem, eu em nome de todos amantes da cultura vos agradeço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here