Os “55 Rios” de Pedro Baltazar

0
40

“55 Rios” é título do segundo livro do poeta e escritor moçambicano, Pedro Baltazar. A olhar para “O Parto dos Rios”, sua obra de estreia, pode-se considerar “55 Rios” um trabalho de continuidade, onde o autor mantém-se num estilo de poesia que se funda nas viagens pelos rios espalhados pelo país e mundo a fora.

O livro será lançado amanhã, 09 de Novembro, a partir das 118 horas, no Centro Cultural Brasil Moçambique, pela chancela da Gala Gala, a mesma que trabalhou “O Parto dos Rios”. “55 Rios” será apresentado pelo Professor Catedrático Armando Jorge Lopes.

Em seu novo livro de poemas, lê-se numa nota recebida na nossa redacção, “Pedro Baltazar exerce, essencialmente, a função de sujeito poético intimista, lírico, embora não faltem, como no seu livro de estreia, poemas de intervenção social, de queixa e de denúncia”.

O documento refere que, “55 Rios” faz menção às três zonas do país, através dos princípais rios nelas localizadas. “É uma colectânea organizada em três fozes, nomeadamente “Maputo”, “Zambeze” e “Rovuma”, mesmo a lembrar as três zonas do país, sul, centro e norte; e a unidade nacional, a paz”.O prefácio da obra é assinado por Irene Mendes.

De acordo com a estudiosa, o livro corresponde a um rio cujas águas caminham em três direcções. “A Primeira Foz pertence ao sujeito poético; a Segunda Foz é dedicada aos outros: esposa, a quem ele chama de vizinha, mãe, pai, filhos, amigos; a Terceira Foz é integrada por poemas interventivos e críticos, de que se pode destacar “Os ratos roeram tudo” ou “Um cão chamado Botha”, escreve Irene Mendes no prefácio da obra.

Para além do carácter interventivo, que já é a marca da escrita de Pedro Baltazar, Irene Mendes encontra, em “55 Rios”, marcas da sensibilidade do poeta, “sobretudo ao reconhecer a importância das pessoas com quem convive no seu dia-a-dia, mas também por dar a conhecer uma parte de si, através da sua autobiografia”.

Sobre o autor

Pedro Baltazar é um dos pioneiros da actividade de segurança privada em Moçambique. Militar na reserva, é formado em Engenharia de Comunicações e Telecomunicações Militares, Ciências Jurídicas, Gestão de Empresas e possui um doutorado em Direito Privado, pelo convénio entre o ISCTEM e a Universidade Nova de Lisboa.

É igualmente gestor, advogado e docente universitário. Publicou os livros “Influencia da OIT no Direito de Trabalho Moçambicano” e “Actividade de Segurança Privada em Moçambique”. Baltazar escreve poemas há mais de uma década. Publicou, em 2021, o livro de poemas “O parto dos Rios”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here