AZGO regressa próximo ano!

0
55

O festival AZGO retoma no próximo ano, anunciou ontem Paulo Chibanga, director da Khuzula Investiments, instituição que o organiza.

O mega evento que habitualmente acontece em Maio sofreu uma interrupção de dois anos por conta da pandemia que fustigou o mundo. Mas com a abertura do país por conta dos baixos números de novas infecções da Covid-19, o festival AZGO volta a acontecer em 2023.

Chibanga disse que os preparativos deverão começar em Agosto/Setembro deste ano, com o processo de curadoria do festival que é a etapa mais importante.

A curadoria, prosseguiu, é o momento em que se vai ao mercado para compreender as tendências e os artistas que estão na moda e, desta feita, convida-los a actuar naquele que pode ser considerado um dos maiores festivais de música do país.

Entretanto, fez saber Chibanga, a curadoria para a próxima edição vai ser complicada, porque durante a pandemia surgiram vários nomes e inúmeros trabalhos de qualidade e que merecem destaque no AZGO.

“Os festivais do mundo todo pararam por conta da Covid-19. Isto foi em todo o mundo. Aqui em Moçambique voltamos a ter eventos há um ou dois meses. Era impossível realizar o festival este ano, porque o Presidente da República anunciou a abertura para a realização de eventos em Março e o nosso festival acontece em Maio. Isto é devido à várias parcerias que temos de circulação de artistas que passam pelo nosso festival e vão para outros da região”, detalhou.

Para Chibanga, o AZGO está vivo mais do que nunca e deverá continuar a fazer parte dos principais atractivos turísticos e culturais do país, no geral, e da cidade de Maputo, em particular.

Refira-se que o festival AZGO é do mais conceituados festivais internacionais de artes em Moçambique e que reúne um programa diversificado e de música, cinema e dança para a cidade de Maputo.

Paulo Chibanga falou a margem da inauguração do X-Hub, que contou com a ministra da Cultura e Turismo, Edelvina Materula.

O projecto visa fundamentalmente contribuir para a profissionalização no sector cultural e criativo através de uma plataforma para o desenvolvimento de competências, transferência de conhecimentos e de tecnologias, bem como para a conexão de consumidores, provedores e investidores no global da economia criativa, bem como para a criação de mercados nacionais e internacionais.

No X-Hub haverá disponibilidade de espaços para Co-Work: Serviços de Marketing Digital, Serviços de produção de música, Produção de Vídeos, Facilidades Para Estúdio de Captação, Espaço para Eventos, Mentoria para desenvolvimento de negócios culturais e criativos, Mediação para acesso a mercados nacionais e internacionais, Programas de capacitação para gestores culturais e criativos, Consultoria cultural e criativa, e; Mentoria para desenvolvimento de negócios culturais e criativos em Serviços Jurídicos, Financeiros, Marketing, Recursos Humanos, Tecnologia de Informação, Seguros e Higiene e Segurança no Trabalho.

A X-Hub é um projecto financiado pelo Sound Connects Fund, uma iniciativa da Music In Africa Foundation (MIAF) e do Goethe-Institut. O Sound Connects Fund é possível com financiamento do ACP-EU Culture Programme, um projeto implementado pelo Secretariado do Grupo de Estados de África, Caraíbas e Pacífico (ACP) e financiado pela União Europeia (UE). O Fundo também é cofinanciado pelo Goethe-Institut e pela Siemens Stiftung. As tintas CIN também são parceiras do projecto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here