CATALOGUS PROPÕE ENCONTRO COM LIVROS

0
152
Uma das obras disponíveis no evento

A plataforma de autores moçambicanos, CATALOGUS, realiza hoje, entre as 15h30 e as 19h30, o “Encontro com livros”, uma sessão de leitura de obras, conversa e autógrafos com autores, na Casa do Professor, em Maputo.

No evento serão disponibilizadas obras literárias de forma acessível, num altura que já se faz uma reflexão em torno do ano literário, das obras publicadas e quais as opções de leituras para amantes das letras.
Com a iniciativa, a CATALOGUS pretende criar um momento de acesso a livros de alguns autores da plataforma e proporcionar um encontro entre leitores e autores.
Para o pontapé de saída estão disponíveis os livros, “A Carta da Mbonga: fragmentos de uma vida encalhada na estação”, de Suleiman Cassamo, “Sina de Aruanda” de Virgília Ferrão, “No Verso da Cicatriz” de Bento Baloi, “a Engenharia da Morte” de Mélio Tinga e “O Abismo aos Pés” organizado por Elton Pila e Eduardo Quive.

SOBRE OS LIVROS:

“A CARTA DA MBONGA: FRAGMENTOS DE UMA VIDA ENCALHADA NA ESTAÇÃO”, DE SULEIMAN CASSAMO, ATRIBUÍDO O GRANDE PRÉMIO SONANGOL DE LITERATURA E O BCI, COMO MELHOR LIVRO DE 2016 .

A edição mais recente e editada chegou ao público em 2021. No romance com um tom nostálgico, Suleiman Cassamo, coloca na estação da Vila Luísa (Marracuene), um homem esperando por uma carta (e por uma mulher) e leva a paciência deste ao limite, depois ao infinito.

Uma estação de comboio é um local, por excelência de encontros e despedidas, chegadas e partidas. Mas, no romance, afigura-se num espaço de espera, depois de ter sido de encontro e despedida. Afinal, é na estação da Vila Luísa de Marracuene, detalhadamente descrita pelo narrador, que Salatiel encontra e apaixona-se por Mbonga. Foi aí que a viu pela última vez e que lhe prometera enviar uma carta, na despedida do primeiro e único encontro de suas vidas.

“SINA DE ARUANDA”, ROMANCE DE VIRGÍLIA FERRÃO FOI PUBLICADO EM DEZEMBRO DE 2021. VENCEDOR DO PRÉMIO LITERÁRIO 10 DE NOVEMBRO, DA CIDADE DE MAPUTO, EM 2019.

A última coisa que Pedro Lucas deseja é ver a sua amada traficada como escrava para as Ilhas Francesas. Dona Luísa Noronha, entretanto, dona do Prazo de Aruanda e mãe de Pedro Lucas, é uma mulher que não poupa esforços para alcançar seus objectivos, trazendo assim uma tragédia à Aruanda. Muitos anos depois, Daniel de Barros, carismático consultor ambiental, nutre uma inexplicável paixão pela região de Aruanda, começando um projecto de restauração na missão de Mobora. Para tanto, conta com a ajuda de Maria Cristina, uma estudante que vive atormentada pelo seu passado, e de Angelina Manhiça, uma jovem perturbada pelo seu bizarro dom. Ambas vêem-se a abraçar as causas ambientais e o projeto de Daniel de Barros, desconhecendo, porém, a estranha sina que as espera ao desvendarem a verdade sobre Daniel de Barros.

“NO VERSO DA CICATRIZ”, ROMANCE DE BENTO BALOI, SAIU EM MOÇAMBIQUE SOB A CHANCELA DA ÍNDICO EDITORES, EM 2021.

“Começando pelo título passando pela viés realista da narração dos acontecimentos, da discrição dos lugares, do tempo e dos objectovs mas sobretudo das personagens, quase todas elas erráticas e com uma aura trágica a envolve-las. Este é um romance que desafia não só as crenças e o horizonte das espectaivas do leitor, mas a sua sensibilidade e a sua estabilidade emocional. O leitor tem de estar preparado muito bem emocionalmente para ler este romance até o fim sem interrupção (…)

A acelerada sucessão e a violência física, psicológica e moral contidas no que nos vai sendo revelado, mas muito particularmente a crueza da forma como tudo é mostrado – há uma dimensão visual nesta escrita – torna cada detalhe tão perturbadoramente impactante, dada a virulência e a impiedade das situações vividas num intervalo de dezoito anos, isto é, de 1974 a 1992, espaço temporal que cobre a história narrada”. (Francisco Noa)

“A ENGENHARIA DA MORTE” DE MÉLIO TINGA, DE 2020

O corpo de uma menina está imerso numa poça de sangue. Morta depois de ver o irmão nu sobre a madrasta, na cama. O velho empregado de um funcionário da ONU mata um cão, que “falava irlandês”, por razões aparentemente incompreensíveis. Mais adiante um escritor e a sua esposa são sequestrados, metidos em uma casa que é depois ateada fogo. Uma mulher obcecada por livros se apaixona por um homem depois de o ver apenas uma vez. Marcam um segundo encontro. E não ocorre. Numa madrugada um homem liga a uma estação radiofónica para dedicar a música de Richard Bona ao cavalo branco com que sonhara. O comboio descarrila, dois homens e um cão sobrevivem. Acontece o inesperado, À parte o homem que é enterrado vivo, vítima de um equivocado diagnóstico, e dentro do caixão vê-se entre a vida e a morte. Um inesperado Furacão Florence arruína uma pequena cidade, que vira um cemitério. Depois os sonhos: a mulher nua de cócoras a remexer o seu genital. Um escritor apaixonado por uma jornalista. Uma cidade destruída por ciclone e um surto que devasta silenciosamente, como uma leve brisa numa noite de Verão.

“O ABISMO AOS PÉS” ORGANIZADO POR ELTON PILA E EDUARDO QUIVE, UMA COLECÇÃO DE ENTREVISTAS FEITAS A 25 ESCRITORES LUSÓFONOS SOBRE A IMINÊNCIA DO FIM DO MUNDO EM 2020

Vinte e cinco autores responderam a questões existenciais, que muito revelam não só o estado de espírito individual, mas dos lugares em que se encontravam enquanto viviam o momento em que as notícias de mortes diárias pela Covid-19, os isolamentos e distanciamentos, enfim, os desafectos, o medo, entre outras crises, traçavam um cenário apocalíptico na humanidade.


Fazem parte do livro, as entrevistas feitas aos escritores e poetas, Bruno Gaudêncio Ronaldo Cagiano, Eltânea André, Sérgio Tavares, Jéferson Tenório, (Brasil), Mia Couto, Lucílio Manjate, Francisco Guita Jr., Celso C. Cossa, Hirondina Joshua, Pedro Pereira Lopes, M.P Bonde, Bento Baloi, Sara Jona, Amosse Mucavele, Japone Arijuane, Mauro Brito, Léo Cote, Mário Forjaz Secca, (Moçambique), Valter Hugo Mãe, Patrícia Reis, Samuel F. Pimenta, Ana Mafalda Leite, Valério Romão, (Portugal) e Goretti Pina (São Tomé e Príncipe).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here