Filme “Ar condicionado” de Fradique roda o mundo em Novembro

0
47

Quando os ares condicionados começam misteriosamente a cair dos apartamentos na cidade de Luanda, Matacedo (José Kiteculo) e Zezinha (Filomena Manuel), um guarda e uma empregada doméstica, têm a missão de recuperar o aparelho do chefe.

Com efeito, essa missão leva-os à loja de materiais eléctricos do Kota Mino (David Caracol), que está a montar em segredo uma complexa máquina de recuperar memórias. E deste modo desenrola-se o filme “Ar Condicionado”.

De acordo com o comunicado de imprensa que o “Mbenga” recebeu, esta primeira longa-metragem de ficção realizada pelo angolano Fradique, com produção da GERAÇÃO 80, é uma jornada de mistério e realidade, uma crítica sobre classes sociais.

O filme que esteve em exibição em Luanda nos dias 12, 13 e 15 deste mês no espaço Drive IN, um conceito de cinema ao ar livre adaptado a Covid-19, estreia a 26 de Novembro em Portugal, no Porto/Post/Doc: Film & Media Festival.

Integrado na selecção oficial do festival, “Ar Condicionado” está nomeado para o prémio de melhor filme na categoria Cinema Falado, dedicada exclusivamente ao cinema falado em português.

A película está, igualmente, nomeada para Melhor Longa Metragem de Ficção na 29ª edição do International Film Festival Innsbruck (Áustria), AR CONDICIONADO venceu o prémio numa escolha unanime do júri composto por Doris Posch, Tanja Hladnik e Sigrid Gruber.

Durante o mês de Novembro AR CONDICIONADO será exibido em mais 3 festivais de cinema, nomeadamente, Afrikamera Film Festival Berlin (Alemanha, 17 a 22 de Nov.), African Studies Assosiation (Estados Unidos da America, 19 a 21 Nov.) e Crossing the Screen Film Festival (Reino Unido, 26 a 29 Nov.).

Até ao momento o filme já foi galardoado em dois festivais de cinema internacional com os prémios de Melhor Longa Metragem de Ficção no International Film Festival Innsbruck 2020

(Áustria) e Melhor Filme no Imagine Science Film Festival 2020 (Estados Unidos de America). Escrito, produzido, filmado e editado integralmente em Angola, o filme AR CONDICIONADO nasce da urgência de se fazer mais cinema de ficção em Angola, reafirmando o compromisso da GERAÇÃO 80 com o cinema independente de autor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here