CCBM debate literatura e negritude

0
212


O Centro Cultural Brasil-Moçambique (CCBM) acolhe, Sexta-Feira, 19 de Julho,  a partir das 16 horas, uma conversa sobre a literatura e Negritude no Brasil e Moçambique.  

A inciativa insere-se nos preparativos para o festival de poesia e artes performativas, POETAS D’ALMA, a decorrer entre os dias 25 e 27 do corrente mês, em Maputo e que vai juntar mais de 70 artistas de 18 países.


Sob moderação da plataforma Mbenga: Artes e Reflexões, o debate contará com a presença de Aurélio Cuna, docente de literatura moçambicana,  na Universidade Eduardo Mondlane, Álvaro Taruma, poeta moçambicano, que dentre os vários pontos,  vão debater o papel da negritude e da literatura na luta pela identidade e independência em Moçambique. 


 Nelson Maca, poeta, escritor e professor de literatura brasileira e Izzy Gomes, académica e jornalista brasileira, vão representar Brasil neste debate, ligando o papel desempenhado pela literatura e por este movimento que teve maior impacto  logo no princípio do século XX. 


Igualmente, o evento visa promover uma análise em torno da importância da negritude enquanto movimento político, ideológico e cultural nascido fora de África, para o estreitamento das relações históricas entre Brasil e Moçambique.


Na ocasião, serão relembrados os feitos dos escritores, moçambicanos e brasileiros, que usaram a literatura como um instrumento de emancipação do povo e cultura negra.

importância da negritude enquanto movimento político, ideológico e cultural nascido fora de África, para o estreitamento das relações históricas entre Brasil e Moçambique.


Na ocasião, serão relembrados os feitos dos escritores, moçambicanos e brasileiros, que usaram a literatura como um instrumento de emancipação do povo e cultura negra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here