África qual o céu, seus políticos qual o sol!

0
109

Por Elton Pila

A pior democracia é preferível à melhor das ditaduras”

Ruy Barbosa

É final do dia. Os pássaros de plumas coloridas, exímios fazedores de melodias, batem as asas em direcção aos seus ninhos. Os raios de sol emanam um amarelo triste. Tristeza típica de despedidas. Longe do fulgor do meio-dia, o astro-rei se põem.

Os morcegos, naturalmente noctívagos, deixam-se cair das árvores, e, a poucos centímetros do chão, levantam o voo, chegou a sua vez de imperar nos ares. A lua instala seu império, guarnecida pelas estrelas, ilumina a terra. A noite começa.

Assistia o sol cedendo lugar à lua, a passagem do dia para a noite, enternecido pelo senso democrático do sol. Qual exemplo para a política africana, recheada de regimes ditatoriais. No Zimbabwe, o povo vive um despotismo impingido pelo camarada de trincheira contra o jugo colonial. Os angolanos não conhecem outra voz de comando a quase quatro décadas. Na Líbia, foi preciso calar à morte a voz tirana. Quem nos dera, se África fosse qual o céu, seus políticos qual o sol!

O sol institui o dia, governa os céus, e dita o itinerário do Homem na terra.

A estrela central do sistema solar, quando emerge, desbrava matas, ilumina a terra, e alimenta os seres viventes. Mas, também, impele chuvas, transforma praias em desertos, seca culturas agrícolas, matando povoações à fome.

O sol, com o seu poderio, podia alargar o seu domínio, estender o seu tempo de governação, suplantar a lua, extinguir a noite, e clarear as vinte e quatro horas do dia.

Contudo, o astro-rei cinge-se a governar o tempo acordado nos primórdios da humanidade. Quando termina o seu mandato, desocupa o trono. Sem ameaças de guerra, sem mediadores, sem diálogo, sem emendas constitucionais que prorroguem a sua estadia nos céus.

Elton Pila

Sonha em mudar o mundo. Acredita no jornalismo e na literatura como agentes desta mudança. Colabora em alguns jornais, revistas e festivais de literatura. Actualmente, é redactor da Revista Literatas e tem a coluna semanal Como Sopra o Vento

eltonl.pila@gmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here