As leggins de Piter Pan já não me servem

0
94

Já não quero aquele pano

Hoje o meu cão usa para limpar os dentes

E curar os remorsos de outrora 

Há sorrisos que já não esboço

Tenho linhas firmes

Meu humor, meus dentes, meus temores espantam piadas disparatadas

Não me conforta mostrar o BI

A idade não acresce o QI mas adiciona alguns centímetros de lucidez

Os anos são números que os racionais usam para metrificar o que passou

Aperta-me o peito recordar as falhas

os anos trazem os remorsos, os remorsos trazem feridas difíceis de curar

lágrimas que não secam

Hoje só queria ser e estar

Be

E de binóculos reparar o tempo

Mais que um drone há 30 quilómetros

Artigo anteriorTodo mundo faz versos
Próximo artigoRespira fundo
Acredita em seus sonhos e transforma-os em verdade. Com amigos fundou o Mbenga e escreve o seu destino. Colaborou com periódicos dos PALOP’s. É docente. Formado em Relações Públicas, Jornalismo e Publicidade e Marketing, também é fascinado pela pequisa. É repórter do Jornal Notícias, o maior órgão de informação de Moçambique. Produz e sonoriza o programa radiofônico Cinema em Foco, que é difundido na RDP África. Este é só o principio da revolução.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here