São muitos mortos 

0
58
É de senso comum que a história da humanidade é marcada por episódios de barbárie. Mas é sempre chocante entrar em contacto com os relatos sobre os mesmos.
Túmulos Sem Nome (Les tombeaux sans noms) é, nesse sentido, um documentário que choca. É um documentário que dói.
O Director Rithy Pan, tal qual a sua anterior produção -A imagem que falta (2013) – constrói um resgate de memória das atrocidades da ditadura de Khemer Vermelho liderado por Pol Pot entre 74 e 79 do sec. XX, em Camboja.
Os retratos que Túmulos Sem Mortos oferecem, num trabalho de fotografia digno de realce, são de famílias a busca, através de rituais Buda – que se parecem com alguns dos Bantu -, o resgate dos corpos dos seus mortos para que possam enterra-los dignamente e deste modo possibilitar que as suas almas descansem em paz.
Estima-se que o genocídio tenha tirado a vida de cerca de dois milhões de pessoas. Uns por doença, muitos por fome – há um relato de uma senhora que desenterrava corpos para comer carne humana – e povoações inteiras, por assassinato.
Num trabalho notavelmente pessoal, o director, à semelhança do documentário O Acto de Matar, opta por encenar no documentário. De modo a representar os mortos – que precisam ser enterrados para morrerem definitivamente – recorre à bonecos e peças de roupa.
O jogo de planos fechados para vai à procura do detalhe dos semblantes dos que prestam depoimentos, entre eles militares que deceparam vidas. Bem como de planos abertos para ilustrar o despovoamento e o vazio deixado pelos mortos. Há neste documentário cru, impressionante a coabitação entre vivos e mortos no qual as fronteiras são tênues.
lEONEL2

Acredito que pequenos gestos podem mudar o mundo. Encontrei no Jornalismo a possibilidade de reproduzir histórias inspiradoras. Passei pela rádio, prestei assessoria de imprensa a artistas e iniciativas. Colaborei em diversas página culturais do país. Actualmente sou repórter do jornal Notícias. A escrita é a minha arma”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here