Matilde Muocha tomou posse como Directora-Geral do INICC

0
87

Matilde Muocha é, desde ontem, a Directora-Geral do Instituto Nacional das Indústrias Culturais e Criativas (INICC). O Primeiro-Ministro, Adriano Maleiane, a empossou recomendo que priorize a “promoção das potencialidades artístico-culturais do nosso país a nível interno e além-fronteira”.

A nova Directora do INICC, conforme o Ministério da Cultura e Turismo, falou dos planos que tem em manga. Muocha disse constituir prioridade a formação e a profissionalização dos servidores públicos da área cultural e criativa, bem como dos diferentes intervenientes do sector.

“É crucial que se reforce a comunicação e o entendimento mútuo entre os diferentes agentes do sector cultural e criativo”, disse a directora que percebe ser necessário que “se reforce as acções de cultura e turismo através da criação, produção e distribuição de bens culturais e criativos”.

Muocha, conhecida e respeitada no sector pelas suas abordagens acadêmicas e de militância em defesa de uma compreensão clara sobre as indústrias culturais e criativas, entende que a cultura, a arte e demais produtos criativos tem um potencial para a dinamização do turismo doméstico e internacional, principalmente nesta fase decisiva de retorno após COVID-19.

No acto, o Primeiro-Ministro recomendou à empossada para priorizar a promoção das potencialidades artístico-culturais do nosso país a nível interno e além-fronteira.

Maleiane convida Muocha “a desenvolver acções de mobilização para que mais fazedores das artes e cultura, assim como empresários, apostem nas indústrias culturais e criativas”.

O Primeiro-ministro prosseguiu recomendando a missão de assegurar a protecção dos direitos de autor e dos direitos conexos e a implementar normas legislativas.

De acordo com o Ministério da Cultura e Turismo, Maleiane frisou o desafio de melhorar a qualidade dos bens e serviços artístico-culturais, garantindo a sua competitividade no comércio internacional.

Até a data da sua nomeação, Matilde Muocha exercia as funções de Directora-Geral-Adjunta para Área de Administração e Finanças no Instituto Superior de Artes e Cultura (ISArC), instituição onde exerceu, igualmente l, as funções de Directora-Adjunta da Faculdade de Estudos de Cultura, bem como a de Chefe do Gabinete do Director-Geral.

Matilde Muocha é docente e investigadora de profissão. Desenvolve pesquisas nas áreas de gestão de indústrias culturais e criativas e do património cultural.

Participou de várias pesquisas do sector cultural e criativo de Moçambique e da África Austral, tendo sido investigadora nacional para o desenho de Estratégia da União Europeia para o sector da cultura em Moçambique. Foi membro do Júri Regional de Avaliação e Selecção de Projectos do Sounds Connect Africa, uma iniciativa financiada pela União Europeia e pelo grupo África, Caraíbas e Pacífico, com sede na África do Sul.

Matilde Muocha é Pós-Graduada em Gestão de Cidades e Empreendimentos Criativos pela Universidade Nacional de Córdoba, na Argentina, e Mestre em História de Moçambique e de África Austral pela Universidade Eduardo Mondlane. Actualmente, encontra-se a frequentar o Doutoramento em Gestão de Políticas Culturais pela University de Witwatersrand da África do Sul.

Matilde Muocha é co-autora da 1ª e 2ª edição do livro “Indústrias Culturais: o que são? Como gerir?”.

É igualmente uma das intervenientes regulares nos debates e projectos virados aos sectores culturais e criativos, numa primeira fase muito associados a questões de preservação de patrimônio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here