Arranca na quinta o MFF

0
67

A sétima edição do festival Maputo Fast Forward (MFF) vai decorrer de 20 de Outubro a 4 de Novembro em diferentes espaços culturais de Maputo e tem em destaque uma conferência internacional em formato híbrido, exposições multidisciplinares, concertos e workshops para permitir a interação entre artistas com diferentes experiências e conhecimentos.


A Conferência irá decorrer nos dias 25 e 26 de Outubro na Fundação Fernando Leite Couto com transmissão online e irá abordar as múltiplas formas de dissidência e de activismos que têm proliferado no continente africano contra o crescente autoritarismo (digital ou não), contando com especialistas com larga experiência sobre as matérias, provenientes de Moçambique, África do Sul, Brasil, Cabo Verde e Líbano.

A diversidade de proveniências dos vários participantes serve, por fim, para sublinhar que estas problemáticas têm hoje uma dimensão global e que apenas pelo estabelecimento de redes solidárias transnacionais será possível combater com resiliência e imaginação os desafios que se colocam à escala planetária.


Esta edição é especial porque este ano o criador e director artístico do festival, Rui Trindade, faleceu em Julho e, por isso, será a si dedicada.


O MFF-2022 será em torno do tema Radicais Livres – Dissidência e activismo. A expressão “radicais livres” é uma metáfora para a necessidade de pensar e agir de formas diferentes e radicais em relação às crises múltiplas e convergentes que o mundo está a enfrentar.
Um radical livre pode ser definido como qualquer espécie molecular capaz de existência independente que contenha um electrão não emparelhado num orbital atómico.

A presença de um electrão não emparelhado resulta em certas propriedades comuns que são partilhadas pela maioria dos radicais. Muitos radicais são instáveis e altamente reactivos.


A edição do MFF 2022 é uma iniciativa do 16NetO, tem o patrocínio da Embaixada Suíça em Moçambique, a União Europeia em Moçambique, a Embaixada da Espanha em Moçambique e o Camões – Centro Cultural Português em Maputo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here