Antologia Poética homenageia Noémia de Sousa

A Gala-Gala edições homenageia a poetisa Noémia de Sousa através da antologia poética “Blasfêmeas – Sangue E Verbo”, que visa apresentar ao mundo o trabalho das mais recentes vozes da poesia escrita por mulheres em Moçambique.

A iniciativa surge numa altura em que várias vozes femininas despertam para a poesia, um acto de heresia, de emponderamento, de liberdade e de colocar as recentes poetisas a declamarem sobre os seus amores, liberdades, lutas e direitos.

“Sangue e verbo”, subtítulo da Antologia, é inspirado em Noémia de Sousa e presta-lhe uma homenagem. Noémia de Sousa, escritora moçambicana que, em seu único livro “Sangue negro”, reúne a poesia escrita pela autora entre 1948 e 1951, ano em que ela se exilou em Portugal. Noémia veio a perder a vida em 2002, aos 76 anos de idade.

Os poemas poderão ser enviados entre os dias 20 de Julho e 20 de Setembro, dia do nascimento de Noémia de Sousa.

Segundo a informação publicada na página da Gala-Gala edições, a chamada é somente válida para autoras que ainda não publicaram seus livros. Podem ainda participar poetisas anteriormente antologiada.

A antologia publicará dois poemas de 38 novas autoras, em edição impressa, entre Dezembro de 2022 e Março de 2023. Cada autora deverá enviar dois poemas de, no máximo, 4 páginas. E a selecção final das contempladas será escrutinada pelas poetisas Sónia Sultuane e Emmy Xis, que assinam a curadoria.

A iniciativa conta com o apoio da plataforma Mbenga: artes e reflexões, do Diário de uma Qawwi, da Casa do Professor, do sarau Palavras são Palavras e do Clube de Leitura de Quelimane.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top