Oxford University confere certificado a Circle Langa pela pesquisa sobre obra de Isabel Novella

0
66

Escrito por Isah Esmeralda

No âmbito de sua participação na Conferência Internacional “Artes, Culturas e Média: Comunicação intercultural e paisagens tecnológicas no espaço de língua portuguesa”, na Universidade do Aveiro, em Aveiro, Portugal, a Oxford University, concede ao Circle Langa, comunicólogo, designer e pesquisador, o Certificado pela apresentação de sua pesquisa.

Através de suas redes sociais, Langa, manifesta sua alegria e gratidão.

“Acabo de receber o Certificado directamente da Oxford University, pela apresentação da minha pesquisa, selecionada pela Revisão de Pares, num dos maiores Centros Interdisciplinares de Pesquisa. O pretexto da pesquisa é Isabel Novella. Tenho recebido, após a participação, alguns convites e call for papers por e-mail para participar em eventos similares em outros país.

“Obrigado a todos que me têm apoiado no exercício da ciência e da intectualidade”, escreveu Circle Langa.

De recordar que, no passado dia 25 de Maio do ano em curso, Sérgio Jeremias Langa (Circle Langa), participou, na qualidade de docente da Escola Superior de Jornalismo, da Conferência Internacional “Artes, Culturas e Média: Comunicação intercultural e paisagens tecnológicas no espaço de língua portuguesa”, convidado pela comissão científica do mesmo evento, na Universidade do Aveiro, em Portugal.

Sua proposta para a Conferência foi a de compreender o lugar da Mémoria Cultural, na produção musical de Isabel Novella, compositora e intérprete moçambicana, residente em Portugal.

O título de seu artigo foi “A (im)possibilidade da memória cultural identidária na diáspora: uma reflexão a partir da narrativa sonora de Isabel Novella e o questionamento sobre a moçambicanidade”.

A reflexão levantada por Circle Langa parte da percepção de que a proposta da globalização, enquanto um projecto à humanidade, vende uma utopia que sugere a ideia de que todos os povos e quadrantes são “iguais” perante as leis que regem o funcionamento da mesma globalização.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here