Deltino tenta curar o mundo com “Rokotxi”

0
107
Deltino Guerreiro. Fotografia de Mariano Santos.

Se a COVID-19 está na ordem do dia, quando o assunto é doença, Deltino Guerreiro está a olhar para outra patologia, a da alienação cultural que vai matando a identidade cultural do país. “Rokotxi”, título do álbum que irá lançar amanhã, às 18.00, na Fundação Fernando Leite Couto, tem a intenção de ser a cura.
Rokotxi, explica Deltino, que a partir das 10.00 horas estará a vender o CD e a assinar autógrafos, em makhuwa (Emakhuwa) é uma planta do tipo medicinal com múltiplas funções de cura. Geralmente é utilizada para curar ou aliviar dores no corpo, dores de cabeça, entre outras.
“Lembro-me muito bem de quando a minha avó usou Rokotxi para me curar de uma febre quando ainda era muito pequeno”, escreveu o compositor e intérprete na nota de apresentação do álbum de oito faixas, nas quais promete mensagens de amor, esperança, fé e força para as nossas lutas diárias e futuras.
O disco, prossegue Guerreiro, tem como objectivo remeter as pessoas para a necessidade de curar o país da falta de valorização da criação cultural nacional. “É desse banho que precisamos para restaurar a nossa identidade e valorizar as nossas criações culturais”, acrescentou.
“Eparaka”, seu álbum de estreia, foi explosivo e surpreendente a ponto de o levar a festivais internacionais, como por exemplo o Mercado de Música do Oceano Índico, na Ilha Reunião por duas vezes, tendo 2019, sido a última vez. Nessa ocasião, a equipa do festival elogiou-o por ter conseguido fazer um show que agarrou a atenção do público com o qual esteve a interagir, assim como a forma como gere a sua voz numa performance ao vivo.
Neste continua a incorporar elementos sonoros moçambicanos, sobretudo a precursão do tufo, do mapiko e do zoré – de Inhambane -, mas com uma abordagem contemporânea, com um toque pop, próximo daquela indefinição a que se prefere chamar worldmusic.
No intervalo entre os dois trabalhos, Deltino colaborou com Joss Stone, uma cantora e compositora inglesa de soul e R&B e actriz, parceria da qual resultou o single “Mozambique”.
Para o álbum, “Rokotxi”, Deltino convidou o rapper Azagaia para o tema “Com amor se paga” e a cantora e intérprete Assa Matusse, para a música “Master” depois de ter composto para esta última no álbum “+Eu”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here