Festival literário em Quelimane

0
36

O Conselho Autárquico de Quelimane promove, a partir da próxima quinta-feira, dia 3 a 5 de junho do ano em curso, as actividades do pré-lançamento da 1ª edição da Feira Internacional do Livro, a ter lugar entre os dias 4 a 8 de Agosto de 2021, em homenagem ao poeta Armando Artur.

Além de atractivos indispensáveis para os amantes de livros e da literatura, a 1ª edição da Feira Internacional do Livro de Quelimane, abre uma oportunidade perfeita para visitar a cidade capital da província da Zambézia, trocar experiências e conhecer autores nacionais e internacionais.

A cidade de Quelimane sediará, entre os dias  4 a 8 de Agosto, a 1 ª edição da Feira Internacional do Livro, que traz o tema “ Literatura e Viagem”,  e pela primeira vez a cidade receberá um evento internacional que além dos livros leva atracções musicais, debates, lançamentos, oficinas de escrita e contadores de estórias.

O homenageado deste ano é o poeta moçambicano Armando Artur, presença garantida nas actividades do pré-lançamento da 1ª edição da Feira Internacional do Livro, entre os dias dia 3 a 5 de junho de 2021, junto com outros autores também confirmados como Bento Baloi, Mukuda Pinho, Rassul Nobre, Ló Chi, Dany Wambire, Pedro Pedreira Lopes, Sónia Sultuane, Hirondina Joshua, Lino Mukuruza (Moçambique),  Sílvia Alves, Ana T, Rocha, Nuno Gomes Garcia (Portugal), Alexandre dos Santos, Jéssica Ziegler, Lau Siqueira, Amanda Vital, Eliane Debus, (Brasil), Julieta Valentim, Agostinho Gonçalves João, Amélia Dalomba (Angola).

As sessões com escritores e outros convidados vão realizar-se de forma híbrida (presencial e virtual) no salão nobre do Conselho Autárquico. Já no espaço da feira e em permanência, estará patente a exposição de várias editoras e livrarias nacionais.

Trata-se da 1ª edição do evento internacional, que inicia com o pré-lançamento a decorrer entre os dias 3 a 5 de junho, e que acontece um mês antes da Feira, como forma de divulgar e promover a grande feira do livro a ter lugar entre os dias 4 a 8 de Agosto do ano em curso.

O arranque do certame está marcado para o dia 3 de junho, às 09h00, com a cerimónia de abertura a cargo do Presidente do Conselho Autárquico de Quelimane, Manuel de Araújo.

Na mesma quinta-feira, haverá uma sessão com o poeta Armando Artur, às 10h00, na Escola Primária de Quelimane, em torno do tema Ler para Crescer, sob a moderação do poeta Lino Mukuruza.

Às 14h00, Pedro Pereira Lopes orientará uma oficina de escrita criativa, em frente ao Municipio-Praça dos Heróis.

Às 17h00, no salão nobre, Rassul Nobre moderará o debate em volta ao tema O dever cívico de formar leitores e os desaafios do futuro com o presença do presidente do Conselho Municipal de Quelimane, Manuel de Araújo, Armando Artur, Enisio Guilhermina Cuamba e Lino Mukuruza.

No dia 4, sexta-feira, pelas 10h00, o poeta homeangeado segue na companhia do poeta Nelson Lineu, para uma conversa com os alunos da Escola Secundária 25 de Setembro.

A mesma hora, 10h00, em frente ao Municipio-Praça dos Heróis, o escritor Pedro Pereira Lopes orientará uma oficina de escrita criativa.

Depois, às 15h00, Nelson Lineu volta a conduzir um debate intitulado, Livros, biliotecas e livrarias: Novas linguagens e novas formas de fazer na era digital, com a intervenção de Amanda Vital (Brasil), Nuno Gomes Garcia (Portugal), Dany Wambire (Moçambique) e Julieta Valentim (Angola)

No dia seguinte, sexta-feira, 5 de junho,  às 18h00, a professora brasileira Eliane Debus moderará o debate denominado Literaturas, nacionalidades e fronteiras: Apontamentos para entender a lusofonia, com a participação de Agostinho Goncalves João (Angola), Alexandre dos Santos (Brasil), Bento Baloi (Moçambique), Ana T. Rocha (Portugal) e Lau Siqueira (Brasil).

Um convite a quem quiser ficar a par das novidades, comprar livros a preços mais convidativos, participar em iniciativas paralelas, e encontrar virtualmente alguns autores.

Às 10h00, do dia 5 de junho, Armando Artur conversa com os municipes no Salão nobre do CACQ, sobre O Processo de Escrita

No sábado, dia 5 de junho, às 17h00, o evento recebe as escritoras e poetas Sonia Sultuane (Moçambique), Amélia Dalomba (Angola), Jéssica Ziegler (Brasil), Silvia Alves (Portugal), que irão discutir em torno do tema O Acto de escrita: o eterno destino de chegar e apartir é através dos livros, e o escritor Ló Chi estará na moderação.

Lançamentos de livros

No dia 3 de junho, às 18h30, o Salão nobre do CACQ, testemunhará o parto da obra poética de Armando Artur, Muery: Elegia em Si Maior, com a apresentação da Brígida Singo.

Às 17h00, do dia 4 de junho, Pedro Pereira Lopes apresentará no Salão Nobre do CACQ a obra poética Roda das Encarnações de Sónia Sultuane, às 15h00, do dia 5 de junho, o Salão Nobre do CACQ , será palco do lançamento do livro A Arca de Não É de Bento Baloi, sob o comando de Ló Chi, já o escritor Pedro Pereira Lopes efectuará um duplo lançamento com as obras: Por que é um Livro Mágico? E Mundo Blue sob a apresentação de Pedro Napido e Nelson Lineu.

Escritor Homenageado

Armando Artur, autor homenageado desta edição. Durante três dias, de 3 a 5 de junho, o público será convidado a participar das actividades culturais  gratuitas que ocorrerão nas escolas e no Conselho Autarquico de Quelimane, como debates, oficinas, lançamentos de livros.

A Feira

Além de atractivos indispensáveis para os amantes de livros e da literatura, a 1ª edição da Feira Internacional do Livro de Quelimane, abre uma oportunidade perfeita para visitar a cidade capital da província da Zambézia, trocar experiências e conhecer autores nacionais e internacionais.

A Feira reúne nomes importantes da literatura moçambicana e internacional e conta com actividades como debates, oficinas, leituras, palestras e encontro com autores.

Em Quelimane, os autores e o público têm a oportunidade de conversarem sobre as obras e até confidenciarem experiências literárias.

A Feira Internacional do Livro de Quelimane é organizada pelo Conselho Autárquico de Quelimane com produção executiva da óptica Textos Lda. Integram a equipa técnica  a poeta Amosse Mucavele ocupa o papel de curador, o poeta e filósofo Nelson Lineu como coordenador executivo; o director municipal Rassul Nobre como coordenador-geral e o Zito coordenador da comunicação.  Conta com a parceria institucional da Associação dos Escritores Moçambicanos, Associação Moçambicana de Língua Portuguesa, Associação dos Escritores da Zambézia e parceria estratégica dos seguintes festivais literários, cuja missão é de fazer a retransmissão simultânea do evento nas páginas, isso alargará o espaço de afirmação do certamente e a consequente internacionalização, RHI_Think (Portugal), Ethale Publishing (Moçambique), Revista Literatas (Moçambique), São Tomé Literary Festival (São Tomé e Príncipe), Fórum das Letras de Ouro Preto (Brasil), Flipoços (Brasil), Arte Institute (Estados Unidos de América) e Festival Internacional do Internacional (Portugal).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here