Camões celebra língua portuguesa

0
42

O Centro Cultural Português em Maputo e a rede de leitores do Camões em Moçambique celebram o Dia Mundial da Língua Portuguesa elegido pela UNESCO (dia 5 de maio) com uma série de actividades ao longo da primeira semana deste mês.

O programa comemorativo do Dia Mundial da Língua Portuguesa é composto por atividades que exploram diferentes domínios artísticos e promovem a diversidade e plasticidade da língua portuguesa. Devido ao contexto atual, o programa é essencialmente composto por atividades de natureza digital ou híbrida.

De 4 a 21 de maio | Lançamento da exposição digital “O abismo aos pés”

Exposição realizada em colaboração com a revista moçambicana Literatas. Reune rostos e testemunhos de 25 escritores de países de língua portuguesa sobre a iminência do fim do mundo.

Esta exposição realiza-se no âmbito do projeto editorial conjunto que consiste em entrevistas aos autores participantes: Bruno Gaudêncio, Ronaldo Cagiano, Eltânea André, Sérgio Tavares, Jeferson Tenório, Mia Couto, Lucílio Manjate, Francisco Guita Jr., Celso C. Cossa, Hirondina Joshua, Pedro Pereira Lopes, M.P Bonde, Bento Baloi, Sara Jona, Amosse Mucavele, Japone Arijuane, Mauro Brito, Léo Cote, Mário Forjaz Secca, Valter Hugo Mãe, Patrícia Reis, Samuel F. Pimenta, Ana Mafalda Leite, Valério Romão, e Goretti Pina.

 Dia 05 de maio | Olímpíadas da Língua Portuguesa

Prova realizada online, através da aplicação google forms, entre as 09h00 e as 11h00. A prova é composta por um questionário que aborda questões morfológicas, sintáticas, ortográficas e lexicais da língua portuguesa, assim como temas de Cultura Geral.

Através desta atividade procura-se promover uma postura reflexiva sobre a língua portuguesa; incentivar o conhecimento de temas de âmbito cultural; desenvolver competências de expressão escrita na língua oficial de Moçambique, assim como o gosto pela sua utilização correta.

Esta atividade é dirigida a estudantes moçambicanos dos diferentes níveis de ensino e é realizada em parceria com as Universidades Pedagógica de Maputo, Eduardo Mondlane, Save, Licungo e Rovuma.

Dia 05 de maio | Lançamento do Concurso Literário Dia da Língua Portuguesa: “Estórias Pandémicas”

Iniciativa da Rede Brasil Cultural e da Rede Camões em Moçambique.  Este concurso, cujo vencedores serão anunciados no dia 5 de maio de 2022, tem como objetivo principal estimular a criação de narrativas literárias em língua portuguesa, a partir de textos produzidos por estudantes matriculados em universidades moçambicanas.

De 05 a 7 de maio | 4ª Edição do Festival Literário RESILIÊNCIA

Este evento, que em 2021 se realiza em ambiente virtual, é coorganizado pelo CCP-Camões em Maputo e pela a editora moçambicana Cavalo do Mar e conta, nesta 4ª edição, com um painel de escritores e estudiosos da literatura em língua portuguesa composto por nomes como Afonso Cruz, Aldino Muianga (autor homenageado), Almiro Lobo, António Cabrita, Conceição Siopa (leitora Camões), Francisco Noa, Itamar Vieira Júnior, João Pinto Coelho, Lucílio Manjate, Nazir Can, Nelson Saúte, Olga Pires, Rogério Manjate, Sara Laisse, Virgília Ferrão.

Esta iniciativa conta com o apoio da Broken Creative Agency e da Vice Versa Ideias e também com a parceria com o Centro Cultural Brasil Moçambique.

Dia 5 de maio | Homenagem ao escritor moçambicano Calane da Silva

Esta atividade, realizada em parceria com a Escola Portuguesa de Moçambique, visa homenagear o escritor, professor e jornalista Calane da Silva, recentemente falecido. Vencedor do Prémio Craveirinha e uma das mais proeminentes figuras das letras moçambicanas nas últimas décadas, tendo colaborado em inúmeras iniciativas da Rede Camões em Moçambique. 

Esta homenagem incluirá a a leitura e a dramatização de textos selecionados da autoria de Calane da Silva e uma exposição/instalação elaborada a partir de textos e fotos do autor.

Dia 05 de maio | Apresentação do Livro (Físico e Digital) “Contar histórias com a avó ao colo”

Evento online, realizado em parceria com a Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensinode Língua Portuguesa.

“Contar histórias com a avó ao colo” é um projeto literário coletivo, com representação no feminino, de vários países de Língua Portuguesa – Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

Trata-se de um conjunto de textos para crianças, escritos em poesia, subordinados a expressões idiomáticas e expressões populares (dentro das quais se incluem os provérbios, resultantes da sabedoria popular), com origem nos diversos países.

Autoras: Angola – Maria Celestina Fernandes; Brasil –Mariana Lanelli; Cabo Verde – Natacha Magalhães; Guiné-Bissau – Kátia Casimiro; Moçambique – Angelina Neves; Portugal – Lurdes Breda; São Tomé e Príncipe – Olinda Beja; Timor Leste – Benvinda de Jesus. Ilustração: Tânia Clímaco. Edição: Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa, com o patrocínio (na versão digital) do Camões – Centro Cultural em Maputo. Editora responsável: Teresa Noronha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here