Festival de danças de Resistência na Fortaleza de Maputo

0
27

Enquadrado nas festividades dos 133 anos da Cidade de Maputo e com vista a recordar o papel de Ngungunhana e a história do Império de Gaza, a Fortaleza de Maputo, monumento gerido pela Universidade Eduardo Mondlane organiza o Festival de Danças de Resistência, com particular destaque para a dança Xigubo.

Este evento tem como objectivo recordar o papel desempenhado pelo exército de Ngungunhana que culminou com a sua prisão em 1895, marcando o fim do Império de Gaza. Este Império, considerado um dos últimos no Sul de África nos finais do séc. XIX, foi mantido, em parte, graças ao papel do seu exército designado de Butho, que dentre várias actividades culturais praticavam o Xigubo, uma prática guerreira que na actualidade transformou-se em manifestação cultural.

O festival terá lugar no dia 14 de Novembro de 2020, das 14horas às 16 horas, na Fortaleza de Maputo. Tendo em conta que 2020 é um ano atípico, devido a pandemia da Covid-19, o evento terá um carácter híbrido. Teremos apresentações dos grupos e associações convidadas ao público presente, com momentos de poesia e ao mesmo tempo a transmissão directa via redes sociais da Fortaleza (facebook e youtube).

O evento contará com a participação dos seguintes grupos e associações de danças da cidade, Associação Cultural Gwaza Muthini, Associação Cultural Wuchene, Massacre de Mueda e Associação Cultural Esculturas Humanas. Os Grupos de humor/poesia: Vatsundzuchi e Nomo. Contamos ainda com a presença de uma associação de Artes Marciais de Resistência Japonesa AKIMO (Associação de Kendo e Iaido), que também vai partilhar a sua experiência.

Com o evento, esperamos ainda partilhar a experiência ligada com a dança tradicional que é um património cultural moçambicano e contribuir para a transmissão de valores ligados com a mesma para as gerações mais novas. Esperamos ainda reforçar a nossa relação com outros públicos virtuais e atrair, logo que tal seja possível, novos visitantes interessados pela história de Moçambique.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here