Xiquitsi participa no Projecto de Solidariedade Musical Internacional

0
79

A Kulungwana, através do Xiquitsi, participa no projecto internacional “The Musical Solidarity Project – COVID-19”. Esta é uma iniciativainternacional que reúne 55 casas de ópera, teatros, instituições culturais e cerca de 500 artistas de todo o mundo, dentre músicos profissionais, estudantes e amadores. 

Criado pela cantora (soprano) israeli-italiana, Nofar Yacobi, o projecto tem como objectivo unir esforços para minimizar os efeitos da COVID-19 na área da Música Clássica. O mesmo consiste na interpretação de conteúdo musical baseado em “Va Pensiero”, da ópera Nabucco de Verdi, cuja intenção é transmitir mensagens de força e de esperança em solidariedade para com os povos, devido à pandemia que assola as nações, quebrando todas as fronteiras geográficas, institucionais e sociais, a fim de enviar uma mensagem de esperança através da música.

A nível mundial, o sector da música foi tremendamente afectado pela COVID-19, daí a necessidade urgente de se criar uma oportunidade para as pessoas do mundo da ópera e da música clássica se unirem em solidariedade e apoio mútuo. É neste contexto que 22 alunos do Xiquitsi, sob orientação da professora de coro Ágata Ricca, ensaiaram  e registaram, a partir das suas casas, os seus vídeos e áudios, que foram enviados para os organizadores e que fazem parte da performance final que será lançada mundialmente em vídeo na plataforma online Youtube, no dia 1 de Julho, às 10h locais. 

O Coro de Escravos Hebreus de Verdi, da ópera de Nabucco, é a escolha perfeita para expressar a actual situação, por se tratar do símbolo de esperança universal, solidariedade e união. É o clamor de um grupo de pessoas que anseiam por liberdade e por um futuro melhor, que é exactamente o que o mundo está a viver agora. Este projecto internacional tem uma colaboração global, 100% voluntária e sem fins lucrativos. Funciona como um lembrete poderoso da beleza e da bondade que existe no mundo. 

Importa referenciar que o projecto Xiquitsi conta hoje com cerca de 200 alunos, entre crianças e jovens das escolas públicas que provêm das mais diversas camadas sociais e que têm acesso livre e gratuito ao ensino de música. O mesmo é inspirado naquele que é considerado o maior exemplo de sucesso de inserção social através do ensino colectivo de música – o venezuelano “El Sistema”. 

O Xiquitsi é desenvolvido pela Associação para o Desenvolvimento Cultural  Kulungwana e foi fundado por Kika Materula. Desde o inicio, o projecto tem colaborado com as mais variadas entidades públicas, privadas e Embaixadas acreditadas em Moçambique.


Este ano, o Xiquitsi conta com o apoio da Embaixada da Noruega, Absa Bank Moçambique, MPDC, Camões – Instituto de Cooperação e da Língua, MOZAL, MCNet, Vista Alegre Atlantis, Embaixada da Irlanda, Manica, Cowi, AVM – consultores Lda, Portucel Moçambique, Hollard Seguros e Piproperty.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here