“Continental” reabre Minerva

0
178

O CONTINENTAL, um café tradicional da baixa da cidade de Maputo, volta a abrir hoje, como uma nova instalação da Livraria Minerva.

Sob a designação Minerva & Continental, o espaço vai conciliar o conceito de livraria ao de restaurante, estando destinado à comercialização de livros.

A inauguração coincide com a 83ª Feira do Livro da Minerva, cuja programação inclui o lançamento das obras “Constituição para a pequenada” e “A amarrada chuva de Kamutxhukêti”, ambas da autoria do Professor Doutor Teodoro Waty.

Estão previstas ainda a apresentação dos livros “Salpicos de Água e Sóis” de Ivone Soares e “Olhão à Constituição da República”, da autoria do advogado Simeão Cuamba.

A decorrer até 15 de Dezembro, a 83ª Feira do Livro da Minerva será animada por debates, exposições, encontros com escritores, sessões de autógrafos e outras celebrações em torno do livro.

Espera-se a presença de autores, críticos literários, intelectuais e conhecidas personalidades da vida pública nacional.

“A Feira do Livro da Minerva continua a ser um local de eleição para a compra de obras a preços muito oportunos e constitui sempre uma excelente montra do panorama literário nacional e internacional”, lê-se na nota de imprensa.

Recentemente, a Minerva deixou de ser propriedade da JA Carvalho e passou a ser detida pela Minerva, Lda.

A Minerva & Continental teve um investimento global de 167 milhões, para além da criar 50 postos de trabalho permanentes.

Sobre a Minerva Central

A Livraria Minerva, a mais antiga livraria do país, foi inaugurada a 14 de Abril de 1908, tendo organizado a sua primeira Feira do Livro em 1935. Em 2013, a Minerva foi agraciada com a atribuição do selo Orgulho Moçambicano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here