“Resgate” e “Mabata Bata” premiados no African Movie Academy Awards

0
368

O filme moçambicano Resgate venceu, ontem, os prémios de Melhor Roteiro e Melhor Direcção de Arte, na décima quinta edição do African Movie Academy Awards (AMAA), que teve lugar na cidade de Lagos, Nigéria.
Na mesma gala, outro filme moçambicano, Mabata Bata, arrecadou os prémios de Melhor Banda Sonora e Melhor Produção Sonora.
Resgate” é uma ficção moçambicana da autoria de Mickey Fonseca, roteirita, director e co-produtor, e Pipas Forjaz, director de fotografia, editor e co-produtor.
O filme, de 100 minutos, conta uma história de amor de um jovem, Bruno, que outrora tinha sido um bandido. Ao sair da prisão, após quatro anos nas celas, tenta levar uma vida honesta, juntamente com a sua esposa, Mia, e sua filha.
Depois de arranjar um emprego como sucateiro, é surpreendido por um empréstimo que fora contraído pela sua mãe e vê-se na eminência de perder a sua casa. O jovem acaba envolvendo-se, novamente, com a sua antiga quadrilha, para conseguir o dinheiro para pagar a dívida.
“Resgate” é também um retrato dos crimes de rapto que abalaram o país. O filme reflecte, de igual modo, a dura realidade dos problemas de habitação e da falta de emprego nos centros urbanos, o que acaba empurrando os jovens a enveredar por uma vida dedicada ao crime.
Enquanto Maba Bata é do realizador Sol de Carvalho. A longa-metragem, baseada no conto do escritor Mia Couto “O dia que explodiu Mabata Bata”, integrado no livro “Vozes Anoitecidas”, conta a história do menino Azarias, pastor órfão que sonha ser uma criança normal e poder ir à escola.
Um dia o melhor boi da manada, Mabata Bata, pisa uma mina deixada pelos combatentes da guerra civil ou dos 16 anos e explode, matando o boi reservado como dote para lobolar a esposa do seu tio. Temendo represálias, Azarias foge e mete-se na floresta, levando consigo a manada restante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here