“A noite das hienas” em Maputo

0
332

A PARTIR de um diálogo entre “Babalaze das hienas”, de José Craveirinha e “A noite dos visitantes do dramaturgo” do alemão Peter Weiss, o encenador Fernando Mora Ramos montou uma peça de teatro.
O espectáculo leva o título de “A noite das hienas” e vai ao palco do Centro Cultural Universitário da Universidade Eduardo Mondlane, na cidade de Maputo, às 18:00 horas, nos dias 18 e 19, do mês em curso.
Trata-se de um trabalho de dois anos, que envolve o Teatro da Rainha, de Portugal, e a Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade Eduardo Mondlane (UEM). A montagem desta peça teatral acontece depois de Fernando Mora Ramos, o director do Teatro da Rainha, ter orientado, ano passado, em Maputo, um workshop de encenação e dramaturgia aos estudantes da ECA.
“A noite das hienas”, na estreia, terá 50 minutos. O enredo desenrola-se numa palhota, a retratar as circunstâncias por que passa uma família camponesa pobre.
O caos instala-se, quando a palhota dos camponeses é assaltada por dois homens, um de cada vez, que vão retirar à família o pouco que foi juntando com muito sacrifício, com violência, que causa alguns assassínios.
Nisso, dois miúdos, vítima da ambição dos “predadores”, têm de aprender a sobreviver sozinhos.
Como assistente de encenação “d’A noite das hienas” está Venâncio Calisto, que, muito, recentemente, actuou no espectáculo “A cidade dos pássaros”, do Teatro da Rainha, em Portugal.

Artigo anterior+ Assa Matusse
Próximo artigo#EPISODIO 1 da Radionovela Envelope
É licenciado em Jornalismo, pela ESJ. Tem interesse de pesquisa no campo das artes, identidade e cultura, tendo já publicado no país e em Portugal os artigos “Ingredientes do cocktail de uma revolução estética” e “José Craveirinha e o Renascimento Negro de Harlem”. É membro da plataforma Mbenga Artes e Reflexões, desde 2014, foi jornalista na página cultural do Jornal Notícias (2016-2020) e um dos apresentadores do programa Conversas ao Meio Dia, docente de Jornalismo. Durante a formação foi monitor do Msc Isaías Fuel nas cadeiras de Jornalismo Especializado e Teorias da Comunicação. Na adolescência fez rádio, tendo sido apresentador do programa Mundo Sem Segredos, no Emissor Provincial da Rádio Moçambique de Inhambane. Fez um estágio na secção de cultura da RTP em Lisboa sob coordenação de Teresa Nicolau. Além de matérias jornalísticas, tem assinado crónicas, crítica literária, alguma dispersa de cinema e música. Escreve contos. E actualmente, é Gestor de Comunicação da Fundação Fernando Leite Couto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here